.
Descubra como aplicar o Método Marie Kondo em relacionamentos

Descubra como aplicar o Método Marie Kondo em relacionamentos

O Método Marie Kondo é uma técnica criada pela guru japonesa Marie Kondo que tem como objetivo promover a organização pessoal. A especialista fez tanto sucesso que hoje possui uma séria na Netflix, a ‘Tyding up’ ou “Casa em ordem com Marie Kondo”, na qual visita a casa das pessoas e coloca em prática seus truques. Acredita- se que a técnica possui semelhanças com linhas terapêuticas, especialmente no sentido de ensinar a criar um vínculo positivo com as coisas e ter uma vida mais leve. Sendo assim, muitas pessoas defendem que além da organização pessoal, também é possível usar o Método Marie Kondo em relacionamentos.

No final de cada episódio da séria do Netflix, além de obter um ambiente mais agradável e organizado, é evidente a melhora da energia do local, dos moradores e de suas relações. Com a casa em ordem, é promovida uma organização interna, que influencia as pessoas até mesmo a sua autoestima. Veja neste artigo, como é possível usar as dicas do Método Marie Kondo em relacionamentos.

“A organização do ser humano é algo indispensável para o sucesso de qualquer projeto”
Mércio Franklin

Aplicação do Método Marie Kondo em relacionamentos

  • Determine a energia que deseja atrair

    Para atrair o que deseja e melhorar seus relacionamentos, você deve começar pela organização energética dos ambientes em que vive. Quando iniciamos o processo de organização, o primeiro passo, de acordo com o Método Marie Kondo, é estabelecer um contato com a casa. É preciso agradecê-la e honrá-la, além de pedir permissão para o que será feito.

    Escolha um lugar da casa, sente-se no chão e, com os olhos fechados em silêncio, entre em contato com o seu lar, agradeça. Pode parecer estranho fazer isso, mas trará sacralidade, direcionamento energético e serenidade.

    O ato de honrar a casa pode ser feito todos os dias ao acordar, antes de começar suas atividades, isso trará benefícios para a sua rotina. Agradeça a você mesmo, pelo seu dia, pela sua saúde e por tudo que for grato. A gratidão direciona positivamente a sua percepção.

    Atraia as energias positivas para o seu corpo, pensamentos, sentimentos, atividades e relacionamentos. Aflore a sua conexão com o Universo, agradecendo e mentalizando tudo que está fluindo em sua vida.

  • Se não te faz bem, deixe ir

    Assim como devemos desapegar de objetos, isso também vale a para outros aspectos da vida. Se pergunte frequentemente: “Sou feliz com isso? Me faz bem? ”. Este é um ensinamento que pode ser aproveitado do Método Marie Kondo em relacionamentos. Ela indica colocar objetos nas mãos e localizá-los na altura do coração, sentindo o que ele lhe traz. Caso o mesmo não te transmita alegria ou uma sensação positiva, você deve desapegar.

    Mesmo quando um relacionamento parece perfeito, pode trazer mais tristeza do que alegria. Se você identificar que não lhe traz felicidade, é hora de pensar em deixar ir abrindo espaço para outra pessoa que vai realmente te fazer feliz.

    Isso também vale para nossos pensamentos e crenças que parecem lógicos e corretos. Quando nossos modelos mentais nos trazem angústia e medo, devemos despegar e deixa-los ir.  Se a sua limpeza e organização dos sentimentos e pensamentos estiver muito difícil, talvez seja necessário cuidar das feridas mentais e emocionais. Libertar-se de suas emoções para organizar os aspectos internos de forma geral é mais complicado do que colocar ambientes em ordem e descartar objetos. Porém, é perfeitamente possível com a prática constante.

  • A mudança de dentro para fora

    Praticar a organização e mantê-la exige um esforço constante, mas os resultados sempre compensam. O esforço do início para alcançar a ordem tende a ser mais intenso do que a manutenção, mesmo porque o bem-estar gerado nos incentiva a continuar.

    Na organização física é mais fácil e rápido observar os resultados, enquanto na harmonização pessoal é necessário ter mais paciência e atenção para notar a diferença. Manter a casa interna e externa organizadas é essencial para estar bem consigo mesmo. Isso vai influenciar toda a sua vida, inclusive os relacionamentos.

Inicie a organização pela sua casa

Encontre caminhos mais leves e prazerosos para implantar a organização e realizar a manutenção em sua casa. Se o esforço for penoso, dificilmente se sentirá motivado e vai temer este movimento, deixando para depois e acumulando a bagunça. Praticar a organização e ter prazer ao arrumar a casa externa será uma motivação para fazer o mesmo em sua casa interna.

Como temos uma ligação com o ambiente em que vivemos, organizar a casa é um ótimo primeiro passo para fortalecer sua autoestima, que influencia em tantos outros aspectos de sua vida.

Veja algumas dicas para começar sua organização pessoal

  • Escolha um local da sua casa para começar. Pode ser um cômodo, uma gaveta ou uma prateleira, por exemplo;
  • Tire o que estiver em excesso, utilizando o critério de manter apenas o que te traz satisfação e alegria;
  • Cuide todos os dias deste lugar, limpando-o, arrumando-o e tornando o mais agradável possível. Você pode colocar aromas, cores e o que mais quiser para deixar o local mais gostoso de olhar e cuidar;
  • Ao menos uma vez ao dia, concentre sua atenção neste lugar, nem que seja para apenas sentir satisfação ao vê-lo bonito e arrumado;
  • Mantenha esse sentimento agradável, feche seus olhos e respire profunda e lentamente, expandindo internamente essa sensação;
  • Por fim, amplifique essa organização e sentimento para todo o ambiente e para a sua vida.

Inicialmente, pode ser difícil colocar ordem na casa. Mas, comece pelos pequenos espaços. Depois deste primeiro passo, você vai se fortalecer e ter mais motivação para expandir esta ação. Quando isso se tornar um hábito, tudo passa a funcionar.

Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.