.
As sete linhas da Umbanda – os exércitos dos Orixás

As sete linhas da Umbanda – os exércitos dos Orixás

As sete linhas da Umbanda são formadas por exércitos espirituais, comandados por um determinado Orixá. As linhas, ou vibrações, foram ratificadas em um congresso realizado no Rio de Janeiro, em 1941, 33 anos após a fundação da Umbanda. Este foi o Primeiro Congresso Brasileiro de Umbanda. Os nomes e configurações das sete linhas da Umbanda podem variar. Cada uma, existe por um propósito, que protege e influencia a vida de todos. Neste artigo, vamos falar um pouco sobre as sete linhas da Umbanda.

Encontre as respostas para os seus pedidos!

Aceite a ajuda do seu Anjo, viva melhor.

Quero a Ajuda Espiritual!

As sete linhas da Umbanda

sete linhas da umbanda

As linhas tradicionais, de acordo com as doutrinas dos terreiros, possuem poderes cósmicos, se subdividem e incluem todas as entidades da Umbanda. Conheça cada uma das linhas ou vibrações.

As sete linhas da Umbanda – Linha Religiosa

Dentre as sete linhas da Umbanda, a Linha Religiosa é comandada por Oxalá. Ela representa o início, a criação, a imagem de Deus e a luz solar. Oxalá possui sincretismo com Jesus Cristo e a composição desta linha é formada por caboclos, pretos velhos, santos católicos e o povo do Oriente.  Ela é a primeira das sete linhas da Umbanda e representa a religiosidade e a fé. As entidades desta linha são calmas e se expressam com elevação. Os pontos cantados de Oxalá invocam grande misticismo, porém são raros de ser escutados hoje em dia, pois dificilmente assumem uma “Chefia de Cabeça”.

As sete linhas da Umbanda – Linha do Povo D’água

Esta linha é comandada por Iemanjá. Ela representa a gestação, o divino, a mãe de todos os Orixás. Iemanjá tem sincretismo religioso com Nossa Senhora da Conceição. A composição de sua linha é formada por orixás femininos, ondinas, náiades, sereias, caboclas dos rios e das fontes, ninfas e marinheiros. As vibrações destas entidades são serenas e trabalham com a água do mar. Os pontos cantados de Iemanjá possuem lindos ritmos e costumam falar sobre o mar.


Leia também: Orixás do Candomblé: conheça os 16 principais deuses africanos


As sete linhas da Umbanda – Linha da Justiça

Das sete linhas da Umbanda, um dos destaques é a Linha da Justiça. Ela é liderada pelo Orixá da Justiça, Xangô. O Orixá Xangô comanda a lei kármica, dirige as almas e rege a balança universal, que influência nosso estado espiritual. O exército da Linha da Justiça é composto por advogados, cablocos, pretos velhos, juristas e policiais. O sincretismo religioso de Xangô é com São Jerônimo. Os pontos cantados deste Orixá transportam para os sítios vibracionais como cachoeiras, montanhas e pedreiras.

As sete linhas da Umbanda – Linha das Demandas

O Orixá Ogum é o comandante da Linha das Demandas. Esta linha rege a fé, as batalhas da vida e salva os aflitos. Ogum é o senhor da glória ou da salvação, ele mede as consequências do Karma. No misticismo, é conhecido por defender os guerreiros. Seu sincretismo religioso é feito com São Jorge. O exército da linha é composto por baianos, boiadeiros, caboclos, ciganos, eguns (almas) e exus de lei. Os Caboclos do Orixá Ogum andam de um lado para o outro, possuem vivacidade e falam de forma forte. As preces cantadas de Oxum fazem invocações para a luta pela fé, batalhas, guerras, etc.

As sete linhas da Umbanda – Linha dos Caboclos

Esta linha pertence ao Orixá Oxossi, que tem sincretismo religioso com São Sebastião. Ele é o regente das almas e atende na doutrina e na catequese. Seus trabalhos, conselhos e passes são calmos e sua entidade fala serenamente. Seu exército é composto por boiadeiros, caboclos e índias. Seus pontos são cantados para invocar as forças da espiritualidade e das matas.


Leia também: Passo a passo para fazer guia de proteção de Orixá e afastar inimigos


As sete linhas da Umbanda – Linha das Crianças

A Linha das Crianças é regida por Iori, sincretizado como Cosme e Damião. Suas entidades, têm vozes infantis e serenas. São protetores das crianças e gostam de comer doces sentados no chão. A composição do exército é formada por crianças de todas as raças. Os pontos cantados de Iori podem ser alegres e tristes, geralmente falam em Papai e Mamãe do Céu e em mantos sagrados.

As sete linhas da Umbanda – Linha das almas ou dos Pretos Velhos

Esta linha é designada a combater o mal sempre que for manifestado. O líder da linha é o Orixá Iorimá, que é sincretizado com São Benedito. Os Pretos Velhos são os mestres da magia, que velam as formas kármicas. Representam a doutrina, os fundamentos e ensinamentos. Realizam suas consultadas sentados e fumando cachimbos. Eles pensam muito antes dizer algo, e falam de forma compassada. O exército desta linha é formado por pretos e pretas velha de todas as nações. Os pontos cantados da linha dos Pretos Velhos possuem melodias tristonhas e melancólicas, com ritmos compassados.

As sete Linhas da Umbanda, as Legiões e as Falanges

Além das sete linhas da Umbanda, existem as sete legiões, que também possuem um líder. As legiões, dividem-se em falanges, que também têm seus chefes. Ainda existem as sub-falanges, que acompanham a mesma configuração. As divisões seguem uma regra lógica, determinada pela religião Umbanda.


Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.

 

Faça aqui a sua Consulta Online Personalizada: