.
Santo do dia 10 de dezembro: São Melquíades

Santo do dia 10 de dezembro: São Melquíades

O Santo do Dia 10 de dezembro aproveitou a liberdade religiosa que tinha para organizar as sedes paroquiais de Roma e também recuperar os bens que a Igreja havia perdido durante a perseguição.

Descubra o Santo e Oração para o Dia de Hoje!

Santo do dia 10 de dezembro

santo do dia 10 de dezembro

Hoje a Igreja se volta a celebrar a vida de santidade de São Melquíades, que buscou no Pastor Eterno e Universal toda a graça que ele precisava para ser um fiel em um tempo em que a Igreja vivia uma transição.

O santo do dia de hoje era de origem africana e fez parte do Clero Romano. No ano de 310, quando o Papa Eusébio faleceu, ele, São Melquíades, foi eleito o novo sucessor de São Pedro.

Durante o período de seu papado, o santo do dia de hoje sofreu com a perseguição do Imperador Máximo aos cristãos. Este período só acabou quando Constantino venceu o Imperador perseguidor na histórica batalha em Roma, no ano de 312. Foi assim que surgiu o Edito de Milão, em 313, trazendo a liberdade religiosa, que foi muito aproveitada por São Melquíades, que passou a ser o Papa da liberdade dos cristãos.

O santo do dia 10 de dezembro é conhecido como um grande defensor da Fé, que combateu principalmente o Donatismo, que contestava a legitimação da eleição para escolha dos ministros de Deus.

Ele também aproveitou o período de liberdade religiosa para poder começar a recuperar os bens da Igreja que haviam sido perdidos durante a perseguição.

Foi por meio da Eucaristia que São Melquíades semeou a unidade da Igreja de Roma com as outras igrejas. Em 314 ele entrou no céu e foi enterrado no cemitério de Calisto, na Via Ápia.


Leia também: Santo do dia 11 de dezembro: São Dâmaso


Oração para o santo do dia

Com fé hoje repetimos a oração abaixo e pedimos intercessão de São Melquíades em nossas preces:

Deus, nosso Pai, ajudai-nos a cumprir os nossos deveres, para que possamos exigir o cumprimento dos nossos direitos. Cresce a consciência da dignidade exímia da pessoa humana, superior a todas as coisas. Seus direitos e deveres são universais e invioláveis. É preciso, portanto que se tornem acessíveis ao homem todas aquelas coisas que lhe são necessárias para levar uma vida verdadeiramente humana. Tais são: alimento, roupa, habitação, direito de escolher livremente o estado de vida e de constituir família, direito à educação, ao trabalho, à boa fama, ao respeito, à conveniente informação, direito de agir segundo a norma reta de sua consciência, direito à proteção da vida particular e à justa liberdade, também em matéria religiosa. Portanto, a ordem social e o seu progresso devem ordenar-se incessantemente ao bem das pessoas, pois a organização das coisas deve subordinar-se à ordem das pessoas e não ao contrário (Gaudium et Spes, 279 ss.).


Leia também: Santo do dia 12 de dezembro: Nossa Senhora de Guadalupe


Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.