.
Salmo 5 – estudo sobre o lamento de Davi que sofre pragas dos inimigos

Salmo 5 – estudo sobre o lamento de Davi que sofre pragas dos inimigos

Você conhece as palavras sagradas do Salmo 5? É um salmo de lamentação, quando Davi se vê atormentado pelas pragas rogadas pelos seus inimigos e pede a Deus que não lhe abandone neste momento.

Afaste as más energias!
Afaste as más energias da sua vida!
Confira na nossa loja virtual as ervas produtos naturais para afastar as más energias. Aproveite já pois nossos estoques são limitados!
ESPIAR LOJA >>

Salmo 5 – o salmo de lamentação

Salmo 5

Leia atentamente as palavras sagradas:

  1. Dá ouvidos às minhas palavras, ó Senhor; atende aos meus gemidos.
  2. Atende à voz do meu clamor, Rei meu e Deus meu, pois é a ti que oro.
  3. Pela manhã ouves a minha voz, ó Senhor; pela manhã te apresento a minha oração, e vigio.
  4. Porque tu não és um Deus que tenha prazer na iniquidade, nem contigo habitará o mal.
  5. Os arrogantes não subsistirão diante dos teus olhos; detestas a todos os que praticam a maldade.
  6. Destróis aqueles que proferem a mentira; ao sanguinário e ao fraudulento o Senhor abomina.
  7. Mas eu, pela grandeza da tua benignidade, entrarei em tua casa; e em teu temor me inclinarei para o teu santo templo.
  8. Guia-me, Senhor, na tua justiça, por causa dos meus inimigos; aplana diante de mim o teu caminho.
  9. Porque não há fidelidade na boca deles; as suas entranhas são verdadeiras maldades, a sua garganta é um sepulcro aberto; lisonjeiam com a sua língua.
  10. Declara-os culpados, ó Deus; que caiam por seus próprios conselhos; lança-os fora por causa da multidão de suas transgressões, pois se revoltaram contra ti.
  11. Mas alegrem-se todos os que confiam em ti; exultem eternamente, porquanto tu os defendes; sim, gloriem-se em ti os que amam o teu nome.
  12. Pois tu, Senhor, abençoas o justo; tu o circundas do teu favor como de um escudo.

(Salmos 5:1-12)


Leia também: Salmo 4 – estudo e interpretação da palavra de Davi


Interpretação do Salmo 5

O Salmo 5 faz parte dos Salmos de Davi. Nestas palavras sagradas, lemos a aflição do Rei Davi quando os seus inimigos se opunham ao seu reinado. Na época do Antigo Testamento, acreditava-se que as pragas e maldições poderiam fazer com que os poderes divinos caíssem por terra. Então, Davi está aflito com medo das acusações, mentiras e maledicências de seus adversários. O Salmo 5 pode ser dividido em 3 partes:

  • Oração ao Senhor pelo Livramento dos tempos difíceis (v. 1 a 6)
  • O desejo de louvar ao senhor nos tempos difíceis (v. 7 a 9)
  • O anseio pelo juízo final nos tempos difíceis (v. 10 a 12)

Versículo 1 a 3 – Dá ouvidos

Os primeiros versículos deste salmo mostram o desespero do filho que teme que o seu Pai não lhe esteja ouvindo. Ele confia em Deus mas sente a necessidade de clamar ao Senhor para que ele não o abandone, por isso os gemidos incessantes. Ele se dirige a Deus como Rei, como o Rei dos Reis, tentando uma identificação com a divindade. Ele realizava esta prece pela manhã, o que é considerado um hábito elogiável, já que pedia a Deus que guiasse os seus passos e suas atividades diárias todos os dias, antes mesmo de começa-las.


Versículo 4 a 6 – Detestas a todos os que praticam a maldade

Nestes versículos ele mostra como não existe prazer que valha de desfrutar do mal. O juízo final não tarda para os perversos e eles não terão permissão para estar na presença Gloriosa de Deus. Ele realça como o aborrecimento de Deus a quem pratica o mal não é um mero sentimento, mas uma ação de Sua vontade. Pede a Deus que o defenda, que destrua aqueles que mentem e praticam fraudes, já que esses atos vão contra a vontade de divina.


Versículo 7 e 8 – Mas eu entrarei em sua casa

Nestes versículos, existe um forte contraste em comparação aos anteriores. Aqui, Davi sente-se honrado e protegido por merecer a glória da presença Divina. Davi foi líder da reforma do louvor a Deus em Jerusalém e estabeleceu uma rotina de adoração que seria utilizada no templo construído por Salomão. Ele antecipa o futuro do prédio grandioso que viria a ser o Templo. Ele pede então que Deus o guie para o caminho certo, para o caminho da justiça, sem cruzar com os inimigos.


Leia também: Este salmo pode ser a chave do poder em sua vida


Versículo 9 e 10 – A sua garganta é um sepulcro aberto

Ele usa das palavras sepulcro aberto para descrever os termos perversos que as pessoas que se opõem a Deus utilizam. Os homens sobre a influência do pecado, deixam que saiam de suas bocas perversidades inimagináveis, que são sopradas pelo mal aos seus ouvidos. Esbravejam maldades e orgulham-se desta sua postura. Davi pede que Deus veja o que fazem, e que os façam perceber suas transgressões. Ele relembra que todos pagaram por ter se revoltado com o Pai.


Versículo 11 e 12 – Alegrem-se

Aqui, ele assume novamente o tom mais ameno e confiante dos versículos 7 e 8. Ele diz os que amam, confiam e defendem o nome de Deus que se alegrem. Deus irá defende-los de todos os inimigos e males, por isso confiem e concentrem-se no Salvador. Desde que exaltemos o poder divino e sejamos justos, Deus irá nos abençoar e nos defender, o louvor a Deus funciona como um escudo a todos os males da terra.


Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Saiba mais :

Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Jornalista, mestre em Ciências da Comunicação e escolheu esse destino por amar ler e escrever desde criança. Vive conectada à internet, não perde uma novidade do cinema, da música e da literatura e busca constantemente a evolução pessoal e espiritual