.
Salmo 38 – palavras sagradas para afastar a culpa

Salmo 38 – palavras sagradas para afastar a culpa

Salmo 38 é considerado um saldo de penitência e lamentação. Neste trecho das escrituras sagradas, Davi pede pela misericórdia de Deus mesmo sabendo que Ele quer discipliná-lo. Os salmos de penitência são um modelo para nossas próprias orações de confissão e um aviso contra comportamentos que levam à punição divina.

Afaste as más energias!
Afaste as más energias da sua vida!
Atraia bons fluidos! Liberte-se das más energias e vibrações negativas que possam perturbar você. Não temos a solução dos problemas, mas podemos ajudar na descoberta para o caminho melhor. Saber mais >>

O poder das palavras do Salmo 38

Leia com atenção e fé às palavras abaixo:

  1. Ó Senhor, não me repreendas na tua ira, nem me castigues no teu furor.
  2. Porque as tuas flechas se cravaram em mim, e sobre mim a tua mão pesou.
  3. Não há coisa sã na minha carne, por causa da tua cólera; nem há saúde nos meus ossos, por causa do meu pecado.
  4. Pois já as minhas iniquidades submergem a minha cabeça; como carga pesada excedem as minhas forças.
  5. As minhas chagas se tornam fétidas e purulentas, por causa da minha loucura.
  6. Estou encurvado, estou muito abatido, ando lamentando o dia todo.
  7. Pois os meus lombos estão cheios de ardor, e não há coisa sã na minha carne.
  8. Estou gasto e muito esmagado; dou rugidos por causa do desassossego do meu coração.
  9. Senhor, diante de ti está todo o meu desejo, e o meu suspirar não te é oculto.
  10. O meu coração está agitado; a minha força me falta; quanto à luz dos meus olhos, até essa me deixou.
  11. Os meus amigos e os meus companheiros afastaram-se da minha chaga; e os meus parentes se põem à distância.
  12. Também os que buscam a minha vida me armam laços, e os que procuram o meu mal dizem coisas perniciosas,
  13. Mas eu, como um surdo, não ouço; e sou qual um mudo que não abre a boca.
  14. Assim eu sou como homem que não ouve, e em cuja boca há com que replicar.
  15. Mas por ti, Senhor, espero; tu, Senhor meu Deus, responderás.
  16. Rogo, pois: Ouve-me, para que eles não se regozijem sobre mim e não se engrandeçam contra mim quando resvala o meu pé.
  17. Pois estou prestes a tropeçar; a minha dor está sempre comigo.
  18. Confesso a minha iniquidade; entristeço-me por causa do meu pecado.
  19. Mas os meus inimigos são cheios de vida e são fortes, e muitos são os que sem causa me odeiam.
  20. Os que tornam o mal pelo bem são meus adversários, porque eu sigo o que é bom.
  21. Não me desampares, ó Senhor; Deus meu, não te alongues de mim.
  22. Apressa-te em meu auxílio, Senhor, minha salvação.

(Salmos 38:1-22)


Clique Aqui: Salmo 26 – Palavras de inocência e redenção


Interpretação do Salmo 38

Para que você consiga interpretar toda a mensagem deste poderoso Salmo 38, a Equipe WeMystic fez uma descrição detalhada de cada trecho dessa passagem, confira abaixo:

Versículos 1 a 5 – Ó Senhor, não me repreendas na tua ira

Davi suplica pela sua vida e pede que Deus suspenda sua ira e punição. Ele sabe que merece todo o castigo divino, por causa de todos os seus pecados, mas já não tem mais forças para se erguer. Ele usa termos expressivos para expressar sua perda de controle e súplica por misericórdia, suas feridas já o castigaram muito e ele já não pode aguentar.


Versículos 6 a 8 – Estou encurvado

Nestes trechos do salmo 38 Davi fala como se carregasse em suas costas todas as dores do mundo, um enorme fardo, e esse fardo que o esmaga e causa desassossego é o fardo da culpa.


Versículos 9 a 11 – A minha força me falta

Diante de Deus, de toda a sua fraqueza e ausência de vida, Davi diz que aqueles que ele considerava como amigos e até mesmo os seus parentes, deram-lhe as costas. Não suportavam conviver com suas chagas.


Clique Aqui: Salmo 27: Afaste os medos, intrusos e falsos amigos


Versículos 12 a 14 – Como um surdo, não ouço

Nestes versículos, Davi fala daqueles que o querem mal. Eles dizem coisas venenosas, mas ele fecha os ouvidos e procura não os ouvir.  Davi não quer ouvir as maldades ditas pelos ímpios pois quando damos ouvido às maldades, tendemos a replicá-las.


Versículos 15 a 20 – Ouve-me, para que eles não se regozijem sobre mim

Davi dedica esses 5 versículos do Salmo 38 a falar de seus inimigos e a pedir a Deus que não deixe que eles o alcancem. Ele confessa sua dor e sua iniquidade, Davi não nega o seu pecado, e tem medo dos inimigos pois além de o odiarem, eles estão cheios de força. Mas Davi não se deixa abater, porque segue o que é bom, mas para isso, roga que Deus não deixe que os ímpios regozijem sobre ele.


Versículos 21 e 22 – Apressa-te em meu auxílio

Em um último e desesperado pedido de ajuda, Davi pede que Deus não o abandone, não o desampare nem alongue o seu sofrimento. Ele pede pressa em sua salvação, pois já não pode aguentar as dores e a culpa.


Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Saiba mais :

Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Jornalista, mestre em Ciências da Comunicação e escolheu esse destino por amar ler e escrever desde criança. Vive conectada à internet, não perde uma novidade do cinema, da música e da literatura e busca constantemente a evolução pessoal e espiritual

 

Faça aqui a sua Consulta Online Personalizada: