.
Projeto ajuda universitárias com filhos cuidando das crianças durante as aulas

Projeto ajuda universitárias com filhos cuidando das crianças durante as aulas

Ser mãe pode soar extremamente natural para algumas mulheres, mas para outro pode ser um grande desafio, especialmente quando não têm com quem deixar o bebê para trabalhar ou estudar.

Projeto voluntário

Para ajudar essas milhares mulheres que acabariam atrasando os estudos por conta das dificuldades da maternidade ou mesmo abandonando definitivamente a formação, um grupo de alunos do curso de Enfermagem da UFAL (Universidade Federal de Alagoas) criou um projeto que se chama Rede Mãos Dadas de Apoio às Mães Universitárias (REMAD). Por meio dele, estudantes podem se voluntariar para se oferecerem para cuidar os filhos de outras estudantes durante o período das aulas.

Essa iniciativa nasceu por meio da história de uma aluna, que assim como a maioria das mães estudantes, não tinha com quem deixar seu filho para poder continuar frequentando as aulas. Foi assim que ela acabou abandonando seu curso.

Isso fez com que os alunos se decidissem tomar uma atitude que fosse capaz de mudar a história das mães universitárias. Por isso, eles enviaram o projeto que montaram para a Pró-Reitoria da Extensão e receberão a aprovação da Universidade.


Clique aqui: Você pode ser voluntário abraçando bebês e ajudá-los em recuperação


Resultados positivos

A ação já traz resultados para mães universitárias como a Elisabeth Maia. Ela tem 25 anos de idade e é estudante de Nutrição. Mãe do Miguel, que tem pouco mais de um ano de vida, ela diz que quando encontrou o projeto viu ali uma solução para poder continuar seus estudos e ainda ter garantia da segurança e do bem estar do filho, que estaria ali, pertinho dela, dentro da própria universidade.

Ela conta que conheceu o projeto dos alunos da UFAL pela internet e se interessou justamente porque sua família não poderia ficar com o filho e ela precisava que alguém cuidasse da criança para seguir os estudos.

Colocando o projeto em prática

Para poder colocar em prática o trabalho voluntário, os estudantes precisaram de quase seis meses. Eles tiveram que cumprir os pré-requisitos da universidade e participaram de minicursos, fizeram arrecadação de brinquedos e também organizaram rifas para a captação de recursos. O projeto saiu do papel no final do ano passado.

A iniciativa, que foi considerada bastante inovadora e com causa nobre, ganhou repercussão dentro da univeridade, mas também fora da UFAL. Por isso, dezenas de mães já procuraram os jovens e manifestaram interesse em conseguir vagas com os cuidadores voluntários.

Se você também deseja ajudar o projeto Rede Mãos Dadas de Apoio às Mães Universitárias, você pode contatar o grupo pelo Instagram (@projmaosdadas).

Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.