.
Odu: o destino que se rege desde o nascer

Odu: o destino que se rege desde o nascer

Hoje em dia, muitas pessoas ainda não conhecem o Odu ou o que ele representa em nossas vidas. Bem, oriundo da língua iorubá, na Nigéria, Odu sempre quis dizer “destino” ou “caminho”, ou seja, é justamente por causa disto que ele sempre foi interpretado como o nosso horóscopo africano, visto que os povos antigos não possuíam calendários.

As religiões afro-brasileiras, como a Umbanda, utilizam o jogo de búzios para estabelecerem contato com os Odus e, assim, conseguirem desvendar os mistérios da vida e da criação, sempre com um viés pensado ao futuro, ao destino

CONSULTA DE TAROT

Escolha uma carta e comece a consulta de Tarot 100% personalizada!

Odu: o seu conceito

Para entendermos a fundo sobre o que realmente representa um Odu, é interessante pensarmos em Odus tais como energias. Tudo é regido e criado através dos Odus. A terra e o seu processo de fecundação é perpassado pelas verdades de algum Odu. Quando nascemos somos geralmente regidos pelo Odu do Ori, que significa “cabeça” em iorubá. Este Odu guiará juntamente conosco os nossos passos até depois da morte. Outros Odus passarão pela nossa vida, assim como o que nos regerá principalmente.

As energias que mantemos junto aos nossos Odus são oriundas de nossa família. Por exemplo, se temos um determinado Odu, como Oxê que rege alguém, esta pessoa terá sempre nos arredores de seus pensamentos a palavra “fama”, ou seja, desde que sua consciência começa a maturar e sua vida começa livremente a fluir, ela terá grandes ambições, ela poderá querer abrir uma nova empresa, ela será empreendedora, ela gostará de dominar e, logo, que dominem por ela. Ela passará boa parte da sua vida buscando por sucesso ou riquezas.

Com isto, queremos mostrar que o Odu de cada um diz muito sobre a personalidade e as características mais minuciosas de cada pessoa. No jogo de búzios, outro Odu também pode entrar em ação, dependendo do arremesso dos búzios. Neste caso, pontos importantes não vistos pelo próprio Odu principal podem ser levantados. Se neste caso da pessoa que quer ser famosa e é regida pelo Odu Oxê, algum outro Odu poderá lhe revelar que a ambição pode gerar egoísmo e que ela deve diminuir as suas ações, a fim de não se machucar futuramente.

Odu, então, se mostra como o nosso destino. Cada passo que daremos e damos durante a vida são passos conhecidos de nosso Odu. As nossas ações podem ser melhor compreendidas através de nossa regência pelas entidades.

Os Odus, enquanto fortes criadores de nossos caminhos, são os responsáveis pela levitação de cada grão de areia até cada pessoa que nos deixa aqui na terra. Já os Orixás, que muitas vezes são confundidos com os Odus, são as entidades que não conseguem mudar o destino, entretanto nos ajudam a viver a viva, sendo intermediárias diretas entre os Odus e os nossos médiuns.


Leia também: Odu regente: saiba como calculá-lo


Odu: a importância de sua energia

Entretanto, muitas pessoas ainda duvidam de sua eficácia e importância. O Odu, além de ser primordial em nossas vidas, também é aquele que guiará os nossos pensamentos. Ou seja, cada ação que realizamos aqui na terra é permitida pelo nosso Odu. Às vezes, quando as consequências são drásticas, algum motivo deve ser esperado, porém nunca claramente compreensível, salvo se o descobrirmos durante um jogo de búzios.

De outro modo, se algo que realizamos gera consequências boas e repletas de energias positivas, a nossa sensação de contentamento chega ao nosso Odu dominante como um gesto de gratidão e reconhecimento pelas suas bondades energéticas.


Odu: o caráter de maktub

Além de tudo isto, o Odu também tem o seu caráter de maktub, ou seja, de que esta já “predestinado”. Esta palavra “maktub”, que provém do árabe مكتوب (maktoob), quer dizer “estava escrito”, “era para acontecer”. Este conceito proveniente também do continente africano também tem sua origem cultural mediante a constante observação dos africanos do céu estrelado.

Cada noite, ao meio do deserto, as estrelas sempre se punham para iluminar a terra. E a confiança à beleza era tanta que eles acreditavam que aquilo era para acontecer. O tamanho otimismo criou neles uma fé frente às coisas que realmente devem acontecer. Mesmo com os momentos tristes de nossa vida, maktub, era para acontecer. Com os momentos de gozo e paz, maktub, estes também eram para acontecer. Quando temos o nosso primeiro filho, maktub, tínhamos que tê-lo. E, se por acaso, o perdermos um dia, maktub, o destino quis desta maneira.

Este conceito é repandido no universo dos Odus, pois cada Odu cuida dos seus. O nosso Odu dominante nos protegerá quando isto for importante para nós, entretanto, se precisarmos aprender alguma lição pela vida, o nosso Odu permitirá que passamos por provações. Porém, mesmo em meio ao deserto, é possível que aprendemos com a beleza da vida!


Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Saiba mais :

David Fregate David Fregate

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.

 

Faça aqui a sua Consulta Online Personalizada:

Gostou? Compartilhe!