.
O poderoso e enigmático óleo essencial de melaleuca

O poderoso e enigmático óleo essencial de melaleuca

Apesar de sua popularidade no meio holístico e fitoterápico, as terapias que envolvem o uso de óleo essencial vêm ganhando muitos adeptos e mais espaço no tratamento de inúmeros males, inclusive dentro de consultórios médicos tradicionais.

Isso se deve em partes causado pelo avanço das pesquisas fitoterápicas, as quais vêm encontrando e provando cada vez mais efeitos benéficos destes óleos. Um óleo essencial é basicamente um complexo de substâncias altamente concentradas e igualmente voláteis, as quais são carregadas de diversos princípios ativos que podem variar entre si.

Em busca de respostas? Faça as perguntas que sempre quis numa Consulta de Vidência.

10 min de consulta por telefone SÓ R$ 5.

As principais funções do óleo essencial de melaleuca


O óleo essencial de melaleuca já é utilizado há centenas de anos por tribos de aborígines Bundialung, originários da Austrália, que perceberam os efeitos terapêuticos das águas nas quais as folhas dessa planta caíam.

O óleo de melaleuca possui, entre outros, um grande potencial como bactericida e fungicida, sendo documentado ainda em 1920 como detentor de um potencial cerca de 13 vezes maior em combater esses microrganismos que o ácido carbólico, por exemplo, porém sem causar danos à pele. O potencial bactericida da melaleuca não chama a atenção apenas dos envolvidos em técnicas medicinais alternativas, mas da própria indústria farmacêutica tradicional.

Para se ter uma ideia, além dos muitos outros testes bem sucedidos sobre diversos microrganismos patógenos, cientistas testaram a melaleuca em algumas “super bactérias” como a staphylococcus aureus, uma bactéria hospitalar causadora de muitas mortes ao redor do mundo por ser extremamente resistente a diversos antibióticos. O resultado obtido foi que mesmo em pequenas quantidades, a melaleuca foi capaz de inibir em grande escala o crescimento dessa bactéria e em doses maiores foi plenamente capaz de elimina-la.

Seu uso como bactericida e fungicida é vantajoso também pois. como possui uma grande complexidade química, isso torna muito difícil que algum microrganismo crie resistência à ele.

Como utilizar o óleo essencial de melaleuca


A grande referência de uso para o óleo essencial de melaleuca é no combate a bactérias e fungos, mas ele pode ainda ser empregado no combate a diferentes males, sendo os usos mais comuns nos tratamentos de psoríase, gengivite, periodontite, afta, mau hálito, tosse decorrente de resfriados e inflamações de garganta, micoses, sinusites, brotoejas de diferentes tipos, candidíase, inflamações e infecções presentes em unhas, caspa, seborreia, verrugas, mau odor nos pés, rachaduras, acne e espinhas, cansaço e desânimo.

Difusão: o óleo de melaleuca pode ser utilizado em difusores de acordo com recomendações específicas. Para isso, basta aplicar algumas poucas gotas do óleo em em difusor (elétrico ou a velas) e uma colher de água morna; para quem desejar é possível ainda adicionar algumas gotas em um borrifador com água e aplica-lo regularmente pelo ambiente.

Massagens e banhos: a melaleuca é ótima para ser usada em massagens e banhos por proporcionar uma excelente higienização da pele. Para isso, basta misturar o óleo em uma base vegetal recomendada por um profissional. Caso seja preciso apenas um uso pontual para massagem ou algum ferimento superficial é possível reduzir a porção do óleo em uma colher de sopa da base recomenda.

Escalda-pés: ao escolher o recipiente com água quente ou morna para mergulhar os pés, adicione algumas gotas do óleo de melaleuca e utilize esse momento para tratar de rachaduras nos pés, micoses, problemas relacionados ao odor e demais questões dermatológicas.


Descubra a sua orientação espiritual! Encontre-se!

Veja também:

Gostou? Compartilhe!