.
Numerologia – o destino do mundo em 2017 de acordo com os números

Numerologia – o destino do mundo em 2017 de acordo com os números

Depois de mostrar como estará o Brasil em 2017 de acordo com a Numerologia, é hora de mostrar como estará o mundo neste ano que acaba de começar.


O mundo em 2017 – o que dizem os números

O ano de 2017 trará para o mundo uma série de eventos inesperados. Com a energia do número 1, (2017 = 2+0+1+7 = 10 = 1+0 =1) será um ano de começo de novos ciclos.


A astrologia aliada à Numerologia

Será um ano de eventos astrológicos raros. Primeiro, o retorno de Júpiter ao signo de escorpião no mês de outubro, um evento que só acontece a cada 12 anos. O ano de 2017 vai terminar também o retorno de Saturno a Sagitário, algo que só acontece a cada 30 anos. No Horóscopo Chinês, o ano do Galo começa no dia 28 de janeiro, e estará sob a influência da Lua Nova, algo que irá reforçar ainda mais a energia de novos ciclos deste ano.

Essas influências cósmicas citadas acima não passarão despercebidas, e influenciaram todo o mundo que está convulsionado por guerras e por disputas de poder. O ano mostrará que a humanidade estava seguindo um caminho errado no ciclo passado, e a causa-efeito disso será sentida neste novo ciclo.

Encontre as respostas para os seus pedidos!

Aceite a ajuda do seu Anjo, viva melhor.

Quero a Ajuda Espiritual!

Surpresas nada positivas

  • O Reino Unido sofrerá uma forte e triste perda neste ano, do qual irá se arrepender pelas decisões tomadas no passado.
  • O mundo do esporte irá ficar chocado com uma descoberta de crime organizado de grandes proporções
  • Conflitos e motins previstos para as regiões de Egito, Grécia e Turquia com a aproximação de um ciclo de eclipses. Um acordo entre Rússia e Ucrânia promete ajudar.

Leia também: O ano 2017 – Dicas para lidar com o ano novo


Agitação política nos Estados Unidos irá afetar todo o mundo

  • Os Estados Unidos terá um ano de agitação social e situações imprevisíveis com a eleição do novo presidente Donald Trump. As finanças deste país apareceram para o mundo como em ascensão, entretanto o mundo terá insegurança e incertezas em manter relações comerciais com os EUA por causa de seu presidente.
  • Os primeiros quatro meses de governo Trump serão pacíficos e comedidos, mas já em maio os primeiros sinais de sua política irão começar a aparecer: posições drásticas quanto a imigração ilegal, regulação de muçulmanos e outras minorias religiosas, limitação do comércio com certos países, etc.
  • As primeiras medidas econômicas tomadas pela administração de Donald Trump terão reflexos positivos nas finanças do país, o problema é que elas trarão consigo muita inflação e disputas entre empresas nacionais e internacionais. Grupos humanistas, ambientalistas e sindicalistas entrarão em choque com o atual governo.
  • A corrida armamentista proposta no início deste ano irá reacender os cronogramas de produção de armas nucleares, o que vai gerar desentendimentos, discussões e medo em todo o mundo.
  • Embora não estejam previstos retrocessos em relação à Cuba, as relações dos EUA com a América Latina, Ásia e até a Europa ficaram abaladas com a nova administração. Entretanto o projeto do muro que dividia os EUA e o México não irá ser realizado.
  • Os planos de Saúde do Obamacare irão continuar em todo o ano de 2017, apesar de Trump continuar com os planos de remover o programa durante o seu mandato.

Leia também: 10 coisas que você deve fazer para ter boa saúde mental em 2017


O Oriente Médio e o Terrorismo

  • Este ano será um ano de virada e mudança para a Síria e para todo o Oriente médio, que tem sofrido com guerras e ataques de rebeldes terroristas há muito tempo. Está previsto um processo longo de desmembramento de países e de tentativa de retomada de territórios usurpados por rebeldes. O mapa mundi ficará reconfigurado a partir de 2017, entretanto esse não será o fim do terrorismo. As conseqüências da guerra, o ódio, o analfabetismo, as doenças, a ignorância e manipulação irão encontrar terreno fértil na cabeça das pessoas que ainda lá moram.
  • O ISIS, autoproclamado Estado Islâmico será desmembrado e perderá muitos territórios adquiridos com a Guerra na Síria a partir da união de forças dos países estrangeiros, entretanto essa organização cruel e fanática continuará atuando e provocando o terrorismo a partir de pontos isolados e espalhados pelo mundo. Infelizmente há a previsão de novos ataques terroristas no Oriente Médio, na Europa e na Ásia, onde o grupo terrorista já tem uma agenda de novos ataques em andamento. Conflitos previstos nos Países Baixos Holanda e Bélgica, com a tentativa de imposição dos extremistas do seu estilo de vida nestes países ocidentais. França, Espanha, Alemanha e Itália também estão na mira dos extremistas neste ano.
  • As relações entre os Estados Unidos e Israel serão reforçadas, mas isso será mal visto pelo povo palestino e novas entraves serão formadas e serão notadas no mundo todo.
  • Ciberterrorismo: ataques de hackers irão aumentar neste ano causando interrupções e perturbações em sistemas de segurança mundiais.

Leia também: Salmos 2017 – Para a prosperidade


Atritos e preocupação na Ásia

A China ressurge forte após um período difícil. Querem fazer a reivindicação de “Uma só China”, o que pode gerar atritos com Taiwan e com o Japão. Uma luta comercial e ambição por crescimento surgem no oriente asiático.

A Coreia no Norte prossegue com seu programa de armas nucleares e testes, o que pode prejudicar paz no mundo. Terremotos em 2017 estão previstos e isso aumenta o medo em relação a material radioativo.


America Latina

  • Mesmo após a morte de Fidel Castro, Cuba continua com a sua política e sistema econômica, fazendo pequenas concessões comerciais mas ainda muito fechada ao mundo capitalista. O presidente Raul Castro irá anunciar a saída do governo neste ano e o mundo viverá a especulação do que virá de Cuba nos próximos governos.
  • Existe a previsão de melhoras financeiras e também em relação aos direitos humanos em toda a América Latina, em especial na Colômbia e na Venezuela. A relações com a Venezuela e Colômbia se tornarão mais calma e pacíficas, com o crescimento econômico e, na Venezuela, um caminho democrático para garantir a paz para a população.
  • O México continuará a viver tempos difíceis, e o governo de Peña Nieto será forçado a implementar medidas mais drásticas para garantir a segurança no país contra os cartéis de droga e o crime organizado.
  • A segunda metade do ano prevê terremotos no Oceano Pacífico, México pode ser atingido. A situação será dramática, mas forçará a formação de acordos comerciais com os EUA, que ajudará o México a se reerguer. As forças de segurança americanas ajudarão a controlar a violência e manter os criminosos longe dos centros urbanos e instalações turísticas.
  • Uma importante descoberta arqueológica irá lançar novas perspectivas sobre pré-colombianos na área de Oaxaca e do Sul, em direção à fronteiras com Chiapas e Guatemala. Uma personalidade mexicana será reconhecida internacionalmente por sua contribuição para a história e cultura do país.

Desastres naturais

Terremotos, furações e tsunamis devem fazer parte dos noticiários deste ano. Países da América Central e América do Sul devem sofrer com as agitações no oceano Pacífico. A costa Oeste dos EUA também deverá ser afetada.

Um tsunami deverá atingir a região do Japão e China Meridional, entretanto medidas preventivas irão amenizar os riscos humanos desse desastre.


Leia também: O que o baralho cigano revela para 2017


Agitação e avanços na área científica

  • A investigação científica terá reforços e avanços em áreas importantes mas polêmicas do conhecimento. Haverá grandes discussões e contrastes de opinião entre pessoas à favor da ciência e outras que preferem viver na ignorância à quebrar paradigmas, manipulados pela mídia tendenciosa.
  • O ano será marcado por descobertas científicas de grande importância na luta contra o Zika, a Aids e alguns tipos de câncer, tais como melanomas e linfomas malignos.
  • O surgimento de uma nova doença a partir do meio do ano irá surpreender a comunidade científica internacional devido a sua rápida propagação especialmente nos setores mais pobres da sociedade. Isso levantará suposições e superstições de extermínio humano.
Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Saiba mais :

Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Jornalista, mestre em Ciências da Comunicação e escolheu esse destino por amar ler e escrever desde criança. Vive conectada à internet, não perde uma novidade do cinema, da música e da literatura e busca constantemente a evolução pessoal e espiritual

 

Faça aqui a sua Consulta Online Personalizada: