.
Lenda de Ogum- a história de como se tornou Orixá

Lenda de Ogum- a história de como se tornou Orixá

Ogum possui uma linda lenda (itan) de como se tornou um Orixá, após se sentir muito arrependido por ter matado diversos súditos por engano. Conheça neste artigo, a belíssima história de Ogum.

A lenda de Ogum

Filho mais velho de Odùdùa, o fundador de Ifé, Ogum era um guerreiro temido, que lutava incansavelmente contra os reinos ao redor. Sempre que voltava de uma expedição, trazia rico espólio e muitos escravos. Ele lutou contra a cidade de Ará, destruindo-a. Devastou e saqueou diversos estados. O guerreiro tomou a cidade de Irê, matou seu Rei e deu o trono ao seu filho, voltando vitorioso para Ifé.

Ogum foi o filho mais energético de Odùdùa e tornou-se regente de Ifé quando seu pai ficou cego temporariamente. Após muitos anos ausente de Irê, decidiu visitar o filho. Quando chegou na cidade, as pessoas estavam celebrando uma cerimônia em que não podiam falar de forma alguma. O guerreiro estava faminto e com sede e viu vários potes de vinho de palma, mas estavam vazios. Os moradores da cidade não o saudaram e nem mesmo respondiam às suas perguntas. Como estava ausente há muito tempo, não foi reconhecido no local.

Sua paciência era muito pequena e ele se enfureceu com o silêncio das pessoas, considerando como uma ofensa. Então, começou a quebrar os potes com golpes de sabre e, aumentando sua ira, passou a cortas cabeças daqueles que estavam próximos, até que seu filho veio até ele. O filho ofereceu suas comidas favoritas, cabrito e feijão preto com azeite-de-dendê, além de potes de vinho de palma. Enquanto o guerreiro se saciava, os moradores de Irê cantaram louvores com menções a Ògúnjajá.


Clique aqui: Ogum na Umbanda – conheça as características do orixá e de seus filhos


A culpa e transformação em Orixá

As homenagens dos morados de Irê para Ogum não cessavam. Eles o vestiram com roupas novas, dançaram e cantaram para ele, mas o guerreiro estava inconsolável, por ter matado os habitantes do local sem nenhum motivo. Ele não se deu conta de que uma cerimônia tão relevante para o reino estava ocorrendo. Ogum estava abalado e sentia que não poderia mais ser rei. Ele estava extremamente arrependido por sua intolerância e com vergonha de sua precipitação. O guerreiro se castigou dia e noite em autopunição.

Seu sofrimento não havia medidas, nem chances de autocompaixão. Então, ele enfiou sua espada no chão e em um instante, a terra se abriu e Ogum foi tragado solo abaixo. O guerreiro estava em Orum, céu dos deuses. Não era mais um humano, se tornou um Orixá.


Clique aqui: Ogum Umbanda: o orixá senhor da guerra e coragem


As características do Orixá Ogum

Orixá da energia, persistência, perseverança, tenacidade e renascimento. Ogum simboliza luta e conquistas e é muito cultuado e respeitado no Brasil. Possui forte sincretismo, representado por São Jorge, que também é um destemido guerreiro que não abandona sua causa. O Orixá é a figura do comandante supremo, quem necessita de proteção em momentos de perigo deve chamar por Ogum, pois ele ferve seu sangue em períodos de batalha e vai lutar à sua frente com todas as forças.

Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.