.
Jovem cria bengala com GPS para auxiliar deficientes visuais

Jovem cria bengala com GPS para auxiliar deficientes visuais

A estudante Riya Karumanchi, de 15 anos, que vive no Canadá, criou uma bengala inteligente para auxiliar deficientes visuais. A ideia partiu após a adolescente conhecer a avó de uma amiga, que apresentava uma visão extremamente limitada.

Como tudo surgiu?

A avó da amiga utilizava uma bengala que não permitia que ela identificasse objetos acima dos joelhos e Riya percebeu a dificuldade da senhora de se locomover dentro da própria casa, esbarrando nas mesas e abajures. Ao se deparar com essa cena, a jovem procurou saber qual era o modelo da bengala utilizada, e ao pesquisar sobre ela descobriu que era uma bengala relativamente simples e sem nenhum tipo de atualização.

Segundo a Riya, ela “percebeu como as pessoas com deficiências visuais ou auditivas estava lutando para se locomoverem sozinhas e como isso poderia ser frustrante”. E a partir daí, começou a pensar em como poderia ajudar essas pessoas e criar um dispositivo de assistência que pudesse melhorar a vida dos deficientes visuais.

Com a descoberta de que o modelo da bengala utilizada pela vovó não havia sofrido nenhuma atualização há tempos, Riya pensou que poderia investir em um modelo de bengala inteligente. Criou alguns protótipos até chegar no modelo com GPS e com sensores que vibram a bengala para auxiliar na orientação dos usuários.

“Cada dia traz sua alegria e sua pena, e também sua lição proveitosa”
José Saramago

O protótipo da bengala inteligente criada pela jovem apresenta as seguintes configurações: uma vibração significa um objeto a esquerda, duas vibrações, um objeto a direita. Um sensor ultrassônico também foi incorporado a bengala para alertar a proximidade com objetos que podem ser perigosos e que estejam no caminho.

Além disso, Riya incorporou um “serviço emergencial” na bengala que permite o usuário compartilhar sua localização, informações pessoais e histórico médico. A menina continua trabalhando nesse protótipo e pretende ainda, instalar uma câmera com inteligência artificial a fim de reconhecer objetos e os rostos das pessoas.

A jovem canadense de apenas 15 anos, ganhou visibilidade com seu projeto de bengala inteligente e com a ajuda de uma incubadora da Ryeron University’s, Riya fundou a startup Smart Cane. Atualmente Riya lidera uma equipe de 11 pessoas, incluindo engenheiros e consultores com MBAs para desenvolver melhor seu protótipo.

Um projeto com vários investidores

Embora a bengala inteligente ainda se encontre numa fase inicial, o projeto tem atraído vários investidores, incluindo a Microsoft. Recentemente foram investidos 56 mil dólares no projeto, e a equipe está bastante empolgada para poder lançar a bengala no mercado em breve. Além disso, a bengala inteligente foi recebida com muito entusiasmo pelo Instituto Nacional Canadense de Cegos (CNIB – sigla em inglês), uma organização para pessoas com deficiência visual.

Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.