.
Por quê eu gosto de usar anel no anelar? Ou indicador?

Por quê eu gosto de usar anel no anelar? Ou indicador?

Anéis são acessórios muito populares entre as pessoas que apreciam adereços, por isso, estão presentes em muitas mãos e são parte do mundo da moda. Mas o que muitas pessoas não sabem são os significados ocultos da das preferências de uso dos anéis em determinados dedos.

Muitos estudos sobre energia e personalidade atribuem escolhas e preferências que temos ao usar um anel à traços de nossa consciência e necessidades de potencializar certas energias e aumentar nosso poder.

Descobrir como trabalhar com essas energias pode nos ajudar muito a trabalhar nossas limitações e facilidades, desbloqueando situações em nossas vidas, trazendo mudanças e favorecendo nossa evolução e realização de sonhos.

O significado de cada dedo e sua ligação com as forças dos astros

Cada um dos dedos simboliza a energia de uma planeta, que, obviamente se relaciona com a astrologia e também os signos e, quando usamos anéis em determinados dedos, trazemos para nós as diferentes vibrações planetárias e suas potências.


Anel no polegar – Vênus

O dedo opositor é associado na Quiromancia ao ego. Ele aponta para o nosso mundo interior e nossa relação conosco, o que explica porque bebês tendem a chupar esse dedo.

O polegar representa a força de vontade e usar anéis neste dedo potencializa essa característica, reforçando a confiança e ajudando a tomar decisões, ajudando a catalisar mudanças e melhor organização da vida.


Clique Aqui: Vênus no mapa astral: sensualidade e a valorização do amor


Anel no indicador – Júpiter

O dedo que aponta, mostra o caminho e condena, associado à liderança, autoridade e vontade de expandir horizontes. Sabe-se que, historicamente, os reis usavam vistosos anéis no dedo indicador, já que ele representa também o poder.

Usar anéis neste dedo pode esconder o desejo por mais autoestima e destaque dos poderes pessoais.


Clique Aqui: Júpiter no mapa astral: expansão, proteção e conquistas


Anel no dedo médio – Saturno

Nosso maior dedo da mão é associado, na Quiromancia, ao planeta Saturno. Como está posicionado no meio da mão, é interpretado como índice de equilíbrio e individualidade, sentido de segurança, estabilidade e também à sabedoria e voz da experiência.

Quem escolhe usar seus anéis neste está busca estabilidade e de se sentirem importantes no mundo. Podem ter sofrido traumas, ter dificuldades em assumir responsabilidades, ou ser pessoas materialistas e que estão sempre em busca de novos objetos.


Clique Aqui: Saturno no mapa astral: o Senhor do Karma, a causa e o efeito


Anel no anelar – Sol

Os egípcios já o adotavam o anel circular como símbolo do casamento em aproximadamente 2800 a.C., mas foram os gregos que deram a conotação mais bonita para esse costume: eles diziam que o anelar da mão esquerda dá início a uma veia que vai direto ao coração — a “vena amoris”, que significa “veia de amor”, pois ela corre diretamente do quarto dedo da mão esquerda para o coração.

O anelar é considerado um canal de afeto e positividade, associado ao amor e ao coração, também ligado à criatividade e imaginação. Usar um anel no dedo anelar atrai o otimismo, positividade e sensibilidade.


Clique Aqui: Sol no mapa astral: o ego e a sua essência de vida


Anel no mindinho – Mercúrio

O dedo mindinho tem valores associados à comunicação e à forma como a pessoa lida com o mundo à sua volta, como nos relacionamos com os outros e as atitudes que adotamos para com eles.
Usar anéis no dedo mindinho nos ajuda a ter uma relação melhor com as pessoas, mas, por outro lado, pode sugerir uma necessidade de preservar a independência sexual, especialmente se a pessoa também usar uma aliança no dedo anelar.

Considerando que o mindinho é uma porta de contato com os outros, podemos dizer também que ele favoreça o surgimento de novos relacionamentos.


Clique Aqui: Mercúrio no mapa astral: o poder da comunicação


Saiba mais :

Guta Monteiro Guta Monteiro

Apaixonada por filosofia e literatura, é formada em publicidade e estuda espiritualidade desde criança. Buscadora incansável dos mistérios da vida, adora compartilhar ideias sobre Deus e as forças que movem o universo, para ajudar no seu próprio despertar e no encontro com poder divino que existe em nós. Usa a espiritualidade para crescer e ajudar a crescer aos demais e sonha com um mundo feito de igualdade, fraternidade, liberdade e amor.