.
Deixar ir – você tem dificuldade de fazer isso? Veja como fazer

Deixar ir – você tem dificuldade de fazer isso? Veja como fazer

Você já sofreu quando alguém ou alguma coisa em sua vida não deu certo ou durou o tempo que você esperava? Ficou se lamentando por uma ausência que você não conseguiu entender? Muitas vezes é preciso deixar ir. Não é fácil, sabemos disso, mas há alguns pensamentos que ajudam nessa difícil tarefa, veja abaixo.

Deixar ir – por que é tão difícil?

Quantas vezes você já se sentiu magoado porque uma pessoa decidiu se afastar de você sem uma razão específica? Ficou sem entender o afastamento e se questionando por que isso dói tanto? Isso acontece porque temos dificuldade de deixar ir de nossas vidas pessoas e situações que já não cabem no nosso cotidiano. Existem mudanças que são necessárias, mas que no momento de dor temos dificuldade em entendê-las e perceber sua importância.


Clique Aqui: O medo do abandono – de onde ele vem e como tratá-lo


É preciso aceitar os ciclos da vida

A nossa vida é feita por ciclos e na maior parte das vezes não temos controle sobre esses ciclos. Já ouviu alguém dizer que havia feito planos concretos e de repente a vida veio e virou tudo de cabeça para baixo? Parece até que é de propósito, mas isso só mostra como não temos total controle sobre os ciclos da vida. Podemos controlar os resultados de nossas escolhas e atitudes, mas quando nos relacionamos com outras pessoas, não podemos controlar as atitudes e sentimentos delas. Cada um está enfrentando um ciclo diferente, de inícios, continuidades e fins, por isso não podemos querer que o outro siga o nosso ciclo. E para isso é preciso praticar o desapego e deixar ir.


Aproveite o melhor de cada ciclo

Na vida, quando alguma coisa termina – quando um ciclo se encerra – é porque outro precisa começar, mesmo que no momento tenhamos dificuldade de entender isso. As coisas acontecem em sequência, e a melhor forma de deixar ir é se concentrar na parte boa das mudanças. O primeiro passo para conseguir deixar ir é aceitar os acontecimentos da vida, aprender com eles e seguir em frente.

Não podemos nos prender no que já passou, nas pessoas que já se foram, que decidiram partir sem a nossa companhia, pois isso irá nos estagnar. O que a vida quer de nós é que nos adaptemos, aprendamos com o que passou, aceitemos as mudanças e vejamos o que de melhor está por vir.


Clique Aqui: O ciclo dos 7 anos: entenda o decorrer da vida


As coisas duram o tempo que têm que durar

E o que fazer com essa dor que tenho aqui no peito? Bem, a melhor forma de tratá-la é a aceitação de que as coisas duram o tempo que é necessário em nossa vida. Quando alguém sai da nossa vida sem que consigamos entender exatamente o porquê, não vale a pena ficarmos nos questionando o porquê ou lamentando a nossa perda. Tudo acontece por um motivo e em breve você vai entender qual é ele.

Não fique sofrendo por situações que você não pode controlar. Apenas aceite, liberte seus pensamentos, e pense que o mais importante é deixar ir. O que for para ser seu, retornará, o que não for, simplesmente deixe ir. A felicidade do aprendizado e abrir portas para o que a vida te reserva é a melhor forma de aliviar essa dor que está no seu coração, logo logo o tempo vai se encarregar de amenizá-la e você vai olhar para trás e pensar: “Passou! Passou, porque eu deixei ir.”


Saiba mais :

Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Jornalista, mestre em Ciências da Comunicação e escolheu esse destino por amar ler e escrever desde criança. Vive conectada à internet, não perde uma novidade do cinema, da música e da literatura e busca constantemente a evolução pessoal e espiritual