.
Cromoterapia Espiritual – espiritualidade na terapia das cores

Cromoterapia Espiritual – espiritualidade na terapia das cores

A cromoterapia – também chamada de terapia das cores – é uma terapia alternativa que exige do terapeuta certo grau de espiritualidade para o tratamento de pacientes. Entenda tudo sobre a Cromoterapia Espiritual.

Encontre as respostas para os seus pedidos!

Aceite a ajuda do seu Anjo, viva melhor.

Quero a Ajuda Espiritual!

A importância da espiritualidade na cromoterapia

Muitas pessoas pensam que a cromoterapia é uma técnica física e racional, em que basta saber qual é a potencialidade de cada cor no tratamento, cura e prevenção de doenças, aplicar e pronto. Entretanto, o processo é um tanto mais complexo do que isso, por isso é considerado uma terapia, não uma técnica.


Conexão com o plano astral

Durante a aplicação da cromoterapia, o profissional utiliza do poder de vibração das cores para aplicá-los em nossos campos energéticos, visando restaurar o equilíbrio de cada um deles. Com a vibração das cores, reestabelece-se a força da aura e traz a harmonia ao corpo físico, mental e espiritual do paciente. Aplicar a cromoterapia é um processo tão espiritualizado quanto aplicar o Reiki, por exemplo, ambos são terapias complementares. É preciso que o terapeuta tenha em si a intenção de cura e que procure essa energia no plano astral.


A intenção de cura do terapeuta

Para aplicar a cromoterapia, é preciso que o cromoterapeuta esqueça de todos os seus problemas e de todo e qualquer assunto que não diga respeito ao tratamento que ele vai realizar. Caso contrário, ele não estará apto a captar do plano astral a energia de cura necessária para este tratamento. A concentração e ajuda espiritual guiam o terapeuta para os locais, células e tecidos do paciente que necessitam da vibração de cura, o terapeuta é um mero canal dessa energia vital.


Leia também: Aromaterapia e Cromoterapia – unidas para trazer a cura


O poder do pensamento positivo

Além de esvaziar a sua mente de todo e qualquer assunto que não seja voltado para cromoterapia, é imprescindível que o cromoterapeuta e também o paciente tenham pensamentos positivos durante a aplicação da terapia. Isso acontece porque estamos lidando com um processo espiritual, que envolve troca de energias entre o paciente, o terapeuta e o Universo, e se buscamos a energia de cura, temos que emanar energias positivas para que seres de luz possam trazê-la.  Quando a energia positiva está presente, os seres de luz trazem à mente do terapeuta a cor, a intensidade exata e o local de aplicação daquela vibração no paciente.

O contrário também acontece. Se o paciente ou o terapeuta tem em mente pensamentos negativos, eles irão atrair para o processo seres densos, que vivem em regime de forças negativas e que irão atrapalhar todo o processo, afastando a energia de cura daquela sessão.


Aplicando a cromoterapia de modo espiritualizado

As dicas abaixo são dadas pela Facilitadora Universal em terapias alternativas Léa Cristina Ximenes. Ela faz uma sugestão de como seria o processo inicial de uma boa terapia das cores.

1º Passo: limpeza espiritual do ambiente onde a terapia será aplicada

2º passo: mentalização da cor necessária no processo e projeção dessa frequência colorida para todo o corpo do paciente, assim irá fortalecer o seu perispírito e harmonizar a sua aura.

3º passo: aplicação da cor verde por todos os chakras do paciente, para higienizar.

4º passo: aplicação da cor azul clara por todos os chakras do paciente, para acalmar.

5º passo: aplicação da cor amarela por todos os chakras do paciente, para trazer a força vital.

6º passo: feito isso, é necessário ativar cada um dos chakras do paciente com a cor que lhe é predominante, como:

  • Chakra coronário: cor violeta ou dourada
  • Chakra frontal: cor índigo
  • Chakra laríngeo: cor azul celeste ou rosa
  • Chakra cardíaco: cor verde ou amarelo ouro
  • Chakra umbilical: cor amarelo, verde forte ou vermelho
  • Chakra sacro: cor laranja ou roxo
  • Chakra básico: vermelho sangue, vermelho intenso.

7º passo: para terminar o processo de ativação, concentrar a energia vital no corpo do paciente e acalmá-lo, deve-se aplicar a luz crística (o branco prateado).


Todo o processo deve ser calmo e silencioso. O terapeuta deve aplicar as vibrações cromáticas com a mão direita e fazendo movimentos circulares no sentido horário. A aplicação deve, preferencialmente, iniciar-se no chakra básico.

Viu só como a espiritualidade e o conhecimento dos chakras é muito importante para a aplicação da cromoterapia? Este é um conhecimento milenar que deve ser aplicado com seriedade e respeito, tanto pelo paciente quanto pelas energias do Universo. Conheça neste artigo o significado de cada cor e quais os problemas físicos, mentais e espirituais cada uma delas é capaz de tratar e curar.

Este artigo foi escrito com as informações contidas neste blog.


Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Saiba mais :

Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Jornalista, mestre em Ciências da Comunicação e escolheu esse destino por amar ler e escrever desde criança. Vive conectada à internet, não perde uma novidade do cinema, da música e da literatura e busca constantemente a evolução pessoal e espiritual

 

Faça aqui a sua Consulta Online Personalizada:

Gostou? Compartilhe!