.
Cristais tóxicos: lista de L a Z

Cristais tóxicos: lista de L a Z

Na continuação desta lista de cristais potencialmente tóxicos, lembramos ser fundamental que, ao escolher uma gema como forma de tratamento ou mesmo um amuleto, se tenha em mente também suas propriedades químicas. Afinal, pedras de altíssimo poder espiritual podem, ao mesmo tempo, serem tóxicas ou mesmo radioativas, pedindo ao usuário que se tenha muito cuidado durante o manuseio.

Cristais tóxicos: lista de L a Z

Toxicidade é um termo que chega a ser natural em nosso dia-a-dia, já que seria preciso ter um estilo de vida totalmente abdicado de produtos industrializados para se ver parcialmente livre dela. Dizemos parcialmente pois, em relação aos cristais, encontramos gemas compostas por elementos como o alumínio, o cobre, o chumbo, o mercúrio e até mesmo o arsênio, altamente tóxico para o ser humano.


Clique Aqui: Cristais tóxicos: lista de A a J


L

Labradorita

A Labradorita contém alumínio em sua composição, não sendo recomendado seu uso para produção de elixires.

Lápis-lazúli

A Lápis-lazúli, apesar de muito usada em ornamentos, pode conter traços significativos de enxofre e possíveis inclusões de Pirita, tornando essa uma gema venenosa para uso em elixires.

Lazurita

A Lazurita contém alumínio em sua composição, portanto não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Lepidolita

A Lepidolita segue como outra representante a conter alumínio em sua composição. Mais uma vez, não é recomendado seu uso para produção de elixires.


Clique Aqui: Cristais Mestres: Aprendendo sobre o uso de minerais nobres


M

Magnetita

A Magnetite apresenta um problema semelhante a Hematita, pois contem muito ferro e pode enferrujar. Ela não deve ser utilizada para produção de elixires e nem ser exposta a água carregada.

Malaquita

A Malaquita contém uma espécie de cobre tóxico em sua composição, então não é recomendado seu uso para produção de elixires

Marcassita

A Marcassita não apenas não é recomendada para produção de elixires como também deve ter um manuseio muito cuidadoso. Essa gema pode formar uma espécie de pó branco como resíduo de sua exposição ao oxigênio. Especialistas dizem que esse resíduo é como um Ácido Sulfúrico, portanto, não deve ter nenhuma forma de contato direto com a pele.

Mica

A Mica contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Morganita

A Morganita contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Moscovita

A Moscovita, é claro, contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.


Clique Aqui: 10 cristais para a casa – energize e equilibre os ambientes


P

Pargasite

A Pargasite contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires. Alguns especialistas não recomentam também a imersão dessa gema em água. Se precisar carregá-la, faça uso de outras técnicas.

Pedra da Lua

A Pedra da Lua contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Pedra do Sol

A Pedra do Sol também contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Pietersita

A Pietersita em sua forma fibrosa contém amianto, tal como o Olho do Tigre. Com alto de grau de toxidade dessa substância, não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Prehnita

A Prehnita contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Psilomelano

O Psilomelano contém o elemento Bário em sua composição. Como este é um elemento com alto grau de toxidade ao corpo humano, não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Pirita

A Pirita em si não necessariamente faz mal ao ser humano, a questão é que ela frequentemente pode ser confundida com a Marcassita, já que ambas possuem a mesma fórmula química. Também conhecida como ouro-de-tolo, seu uso já foi dado a manufatura de ácido sulfúrico na produção de papel, e em sua composição pode ocorrer arsênio. Portanto, recomenda-se o uso com muito cuidado, principalmente quando em joias.

Pedra Quantum (Quantum Quattro)

Extremamente rara, a Pedra Quantum, ou Quantum Quattro, contém uma forma tóxica de cobre em sua composição, e não é recomendado seu uso para produção de elixires.


R

Realgar (rosalgar)

A Rosalgar é outra representante do grupo que possui níveis altamente tóxicos de arsênico em sua composição. A gema, já foi utilizada até o século XX como pigmento de cor laranja avermelhado, mas seu uso foi banido justamente devido à toxicidade.

Portanto, não deve ser manipulada sem os devidos cuidados, preferencialmente sempre com luvas. Também é altamente recomendado que lave muito bem as mãos após qualquer contato com essa gema. Importante nunca levar as mãos à boca ou olhos após o manuseio.

Rubi

Essa gema também contém alumínio em sua composição e assim, não é recomendado seu uso para produção de elixires.


Clique Aqui: Cristais – aprenda como usá-los em sua rotina


S

Safira

A Safira contém alumínio em sua composição e, mais uma vez, não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Schorlita

Semi-preciosa, a Schorlita é uma desvariedade da Turmalina. A pedra contém silicato de alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Selenita

A Selenita, muito popular, pode ser manuseada com tranquilidade. No entanto, pela possibilidade de liberar pequenos fragmentos quando em contato com a água, não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Serpentina

A Serpentina em sua forma fibrosa contém amianto, com o alto de grau de toxidade dessa substância. Não é recomendado seu uso para produção de elixires, bem como se recomenda que lave muito bem as mãos após qualquer contato com essa gema.

Smithsonita

A Smithsonita é rica em Zinco e em sua versão esverdeada. Pode conter alguns traços significativos de cobre tóxico. Sua manipulação é totalmente segura, mas a produção de elixires está fora de cogitação.

Sodalita

A Sodalita contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Sugilita (Luvilita)

Rara e muito bela, a Sugilita também contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.


O

Olho de Tigre

O Olho de Tigre, como já mencionamos, em sua forma fibrosa contém amianto. Como essa é uma substância com alto grau de toxidade, não é recomendado seu uso para produção de elixires, bem como se recomenda lavar muito bem as mãos após o contato com essa gema.


Clique Aqui: Como usar cristais no dia a dia: 3 formas de obter seus benefícios


T

Tanzanita

10.000 vezes mais rara que um diamante, a Tanzanita contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Topázio

O Topázio segue na lista dos que contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Torbernita

A Torbernita é um caso ainda mais especial que as demais dessa lista. Essa gema possui um certo grau de radioatividade, tornando seu uso muito delicado. Jamais manuseie essa gema livremente; apenas profissionais muito bem qualificados têm o conhecimento necessário para fazer uso dessa gema.

Turmalina

A Turmalina contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Tremolita

A Tremolita é outra que em sua forma fibrosa contém amianto, com o alto grau de toxidade já mencionado e conhecido do amianto. Não é recomendado seu uso para produção de elixires, bem como se recomenda que lave muito bem as mãos após qualquer contato com essa gema.

Turquesa

A Turquesa é combinação do nosso veterano alumínio com o cobre. Ambos podem ser tóxicos se ingeridos, o que impede a produção de elixires com a Turquesa. No entanto, sua manipulação é muito segura.


U

Ulexita

A Ulexita contém Boro em sua composição. Esse componente, produzido pela espalação de raios cósmicos não tóxico aos seres humanos quando presente na água e nos alimentos, por exemplo. No entanto, no caso da Ulexita ele se encontra na forma insolúvel e, portanto, não indicado para ingestão.

Unakita

A Unakita faz parte do grupo que contém alumínio em sua composição, o que eu por si só já excluiria essa gema da produção de elixires. No entanto, ela ainda pode reservar outra surpresa, já que algumas delas podem conter zircônio (radioativos).


V

Vanadinita

A Vanadinita contém o venenoso vanádio, sendo comporta por clorovanadato de chumbo. Isso a faz automaticamente ser excluída da sua lista de produção de elixires.

Variscita

A Variscita, mais uma vez, contém alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.


Clique Aqui: Cristais de cura para gatos: dicas e pedras para saúde e bem-estar


W

Wavellita

A Wavellite contém fosfato de alumínio em sua composição e não é recomendado seu uso para produção de elixires.

Wulfenite

A Wulfenite contém dois elementos que possuem níveis seguros para a manipulação, mas não podem ser ingeridos. São eles o chumbo e o molibdênio.


Z

Zirconita

Como o próprio nome já denuncia, a Zirconita possui zircônio, radioativo em grandes concentrações. Por motivos óbvios, não é recomendado seu uso para produção de elixires durante longos períodos.

Zoisita

Encerrando a lista, temos a Zoisita, que não podia ser diferente em conter alumínio em sua composição. Mais uma vez, não é recomendado seu uso para produção de elixires.


Saiba mais :

Heloisa Von Ah Heloisa Von Ah

Designer e redatora, respira arte desde que se entende por gente. Apaixonada por gatos, literatura, cinema e músicas que já ninguém mais se lembra, vê na calmaria e na simplicidade o cenário ideal para se viver. Aprendeu de tudo um pouco, de instrumentos musicais a artes marciais; e não vê a hora de mais, já que a vida não pode parar