.
A crise dos 30: quais são seus efeitos?

A crise dos 30: quais são seus efeitos?

Envelhecer é sempre um grande mistério, mas uma das crises mais famosas é a crise dos 30. Ela acontece quando passamos pela casa das três dezenas e começamos a formular diversas indagações em nossas mentes. Será que a vida valeu a pena? Será que a estou vivendo? Enfim, é exatamente sobre isso que falaremos hoje em dia!

Por que a crise dos 30?

Muito conhecida enquanto crise etária, a crise dos 30 é mais comum pois ela se encontra bem no meio da fase adulta, onde a gente começa a se despedir já da juventude. Neste momento, sentimos que em 10 anos estaremos com 40 e, logo depois, já estaremos velhos.

É claro que muitos destes medos são bobos e não valem de nada, entretanto são naturais e completamente aceitáveis.

Talvez o que provoque mais esta crise dos 30 é a incerteza de não saber onde se está. Pois não nos sentimos mais tão “jovens” e, ao mesmo tempo, também temos medo de nos enquadrarmos na fase adulta. A velhice já parece assustar, mesmo que esteja longe. A menopausa distante, mas já nos atemoriza. Vários são os fatores.


Clique Aqui: Medo de envelhecer: das amizades ao sexo


O tempo e a rotina depois dos 30

O tempo é algo tão efêmero e, ao mesmo tempo, tão precioso. É como um paradoxo, quanto mais o valorizamos e necessitamos dele, mais ele parece se escapar para um outro canto. É exatamente por causa disto que quanto mais trambalhamos, menos tempo temos.

Esta é outra questão da crise dos 30 anos. Sempre estamos atrás de algum tempinho, seja para passear, para sair de casa, para tentar quebrar a rotina. Essa rotina que às vezes chamamos de “maldita” também é “sagrada”, visto que sem ela não conseguimos o pão de cada dia. Então, é nesse rebuliço de paradoxos e impossibilidades, que nos encontramos querendo chutar o balde!

“Ah, eu vou largar tudo, arrancar todo o dinheiro do banco e viajar, fugir para bem longe!”. Quem nunca pensou em fazer isso que atire a primeira pedra. Esse sentimento de acabar com tudo, escapar e nunca mais olhar para trás é o grande marco e ápice da crise dos 30 anos!

Como alternativa, além de procurar vive-la e entende-la, podemos tentar nos organizar melhor. Quando a rotina fica complicada e tudo parece se confundir, podemos comprar uma agenda, utilizar um calendário virtual, colocar papeizinhos pela casa, marcar e fixar as coisas com mais garantia. Tudo deve estar mais seguro e em seu devido lugar. Isto nos ajuda a ganhar tempo e reduzir o estresse da cabeça!


Arrependimentos na crise dos 30

Nesta fase da vida, é muito comum que as questões sempre comecem com um “E se…”.

Mas por que tanto arrependimento e tristeza pelas coisas que ficaram para trás? É necessário ver o futuro, não se espelhar no passado, senão estacaremos e nunca mais saímos do lugar.

Assim, e se eu tivesse casado e já tivesse com filhos, uma família? Bem, você ainda não está morto, ou seja, pode se casar, ter filhos, adotar um filho, adotar um cachorrinho. E não se arrependa do que você não fez, agradeça pelo que você já tem. Pelo trabalho, pelos seus amigos, pelas suas experiências.

Ah, e se eu tivesse estudado mais e feito uma faculdade mais cedo? Esta questão é muito comum e parece aterrorizar várias pessoas, mas ela não pode ser feita tão inocentemente assim. Devemos ter em mente que não precisamos estudar em uma instituição para aprendermos. Às vezes, a vida vai nos ensinar lições bem mais valiosas e eficazes do que um curso de medicina pode fazê-lo.

E se eu tivesse seguido os conselhos dos meus pais de maneira mais árdua e obediente? Será que agora eu estaria num emprego melhor? Teria um carro melhor? Minha casa seria maior?

Os conselhos dos pais são sempre bons, mas também temos que ter consciência de que os conselhos paternos vêm de uma época distante da nossa, ou seja, nem sempre eles irão caber com perfeição para a nossa vida, para a nossa essência.

Visitar um psicólogo também é uma boa pedida e pode nos ajudar a refletir melhor sobre o nosso destino e missão aqui na Terra. Não tenha vergonha ou medo de ir falar com alguém. Boa parte do corpo de psicologia já sabe da existência dessa crise e irá te orientar da melhor forma!

Neste momento, ficar se espelhando muito em nossos pais pode ser um tanto quanto prejudicial, e isto acontece muito mais do que imaginamos. “Ah, mas meus pais nessa idade já tinham…”. Você precisa parar com isto. Eles viviam em outra época, eram outras pessoas.

Você é você e vive no agora, no presente. Aceite a sua vida e procure moldá-la para que esta seja a melhor experiência! O seu melhor presente., o seu melhor futuro!


Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.