.
Ayurveda e alopatia podem trabalhar juntas? Descubra!

Ayurveda e alopatia podem trabalhar juntas? Descubra!

Todo aquele que já teve contato com Ayurveda provavelmente já se questionou sobre qual sistema medicinal realmente estava certo. Mas a verdade é que você não precisa fazer uma escolha, pois uma coexistência é perfeitamente possível.

Ayurveda ou alopatia? Qual o melhor sistema?

Ayurveda ainda é um termo relativamente “novo”, ou mesmo desconhecido para boa parte dos Ocidentais. Já a alopatia é muito mais presente em nosso dia a dia, talvez apenas haja um pouco de estranheza por alguns com essa denominação pouco utilizada.

No entanto, a alopatia se refere a toda a medicina tradicional moderna no Ocidente. Alopatia é aquilo que você recebe nos postos de saúde, nos consultórios médicos, laboratórios e nas drogarias onde compra seus remédios. Mas a verdade é que, segundo estudiosos e especialistas ayurvédicos, a Ayurveda também pode ser uma ótima e valiosa ferramenta no tratamento dessas mesmas enfermidades.

De acordo com pesquisadores, a Ayurveda oferece uma ampla gama de tratamentos e é capaz de atender com extrema precisão, praticamente todos os problemas dos quais a alopatia é capaz de englobar.

Não é à toa que em locais como a Índia, a Ayurveda é uma das principais formas de tratamento de diversas enfermidades, fazendo parte de uma seleção oficialmente reconhecida de tratamentos medicinais.

Para os indianos, é comum que quando estejam doentes eles primeiro procurem centros médicos ayurvédicos, para só então irem a um profissional da alopatia — isso se for realmente necessário, pois em muitos casos tudo é resolvido diretamente pelo profissional em Ayurveda. Mas aqui é importante perceber que a medicina tradicional indiana não serve como uma substituta da medicina alopática. Como dissemos, em alguns casos os profissionais da Ayurveda encaminham os pacientes para profissionais alopáticos, a fim de administrarem medicamentos ou exames mais elaborados.

Tudo depende de cada caso e das informações coletadas em um sistema de triagem, o qual envolve uma espécie de entrevista onde se coletam muitos dados do paciente, incluindo sintomas e estado geral de saúde.

Isso acontece porque os próprios profissionais afirmam que não deve haver uma substituição, o ideal seria uma cooperação entre as duas ciências médica. O problema para a sociedade Ocidental é que a presença da Ayurveda ainda não é tão expressiva como deveria — mesmo que ela venha ganhando cada vez mais espaço, ele ainda não é tão vasto ou creditado pelos mais céticos.

“Quando a alimentação é ruim, a medicina não funciona; quando a alimentação é boa, a medicina não é necessária”
Provérbio Ayurveda


Clique Aqui: Conheça os princípios e significados da Ayurveda


Você abriria mão da alopatia?

Para a muitos, a Ayurveda ainda é um território totalmente desconhecido. Dessa forma, quando uma enfermidade surge, a alopatia é a primeira opção que vem à cabeça, e convenhamos, dificilmente se você visitar um médico, ele prescreverá um remédio ayurvédico.

Em muitos casos, isso não se deve nem mesmo a um conflito de interesses ou uma indisposição do profissional, mas ele simplesmente não tende a fazer isso. Legalmente, um médico, seja de qual for sua especialidade, deve apenas prescrever seu próprio sistema de medicina, e não algo que ele não tenha estudado na faculdade. Até mesmo o sistema do Conselho Médico de Délhi na Índia, que tanto apoia a Ayurveda, anunciou que nenhum médico de alopatia deveria prescrever medicamentos ayurvédicos, dizendo ainda que isso seria uma ofensa punível.

Mas a boa notícia é que graças a isso e ao reconhecimento que a ciência ayurvédica vem ganhando em nossa sociedade, muitos médicos vêm prometendo oferecer maneiras de integrar Ayurveda e alopatia. Ambos desejam expandir seus conhecimentos.


Clique Aqui: Ayurveda e o Vegetarianismo — Consumo consciente e a ação do karma


Ayurveda e alopatia de mãos dadas

Muitos médicos tradicionais vêm reconhecendo a eficácia da Ayurveda no tratamento de seus pacientes em casos como o de distúrbios no fígado, artrite, tosse fria, hemorroidas e pedras nos rins.

O Medanta Hospital, na Índia, uma referência em tratamentos médicos, já oferece tratamentos baseados na Ayurveda em colaboração com seus médicos tradicionais e também com outros hospitais.

Aqui no Ocidente esse movimento é mais modesto, porém já encontramos muitos planos de saúde que cobrem a especialidade ayurvédica; médicos alopatas que encaminham pacientes a especialistas ayurvédicos; e até mesmo médicos da medicina ocidental com especializações em Ayurveda.

“O conhecimento da constituição do indivíduo é a chave para uma saúde holística e integral, a verdadeira base de toda e qualquer medicina preventiva”. – Dr. Vasant Lad

O Dr. Naresh Trehan, presidente e médico do Medanta Hospital disse que, embora a medicina moderna e as técnicas tratem várias condições de saúde, elas têm efeitos colaterais e também envolvem custos que não estão ao alcance da grande maioria da população.

Por outro lado, a Ayurveda tem se mostrado uma grande promessa em fortalecer o corpo para que ele mesmo seja capaz de combater doenças, estimulando o sistema imunológico e tudo de forma muito mais barata e acessível a todos. A grande promessa do Dr. Trehan, segundo ele mesmo compartilhou, seria estar “desenvolvendo técnicas inovadoras de tratamento, combinando Ayurveda e Alopatia para pacientes que estão lutando contra várias doenças. Terapia combinada será dada sempre que necessário. Isso reduzirá o custo total do tratamento e acelerará a recuperação, e pode acabar sendo a mudança que o sistema de saúde está esperando”.


Saiba Mais:

Heloisa Von Ah Heloisa Von Ah

Designer e redatora, respira arte desde que se entende por gente. Apaixonada por gatos, literatura, cinema e músicas que já ninguém mais se lembra, vê na calmaria e na simplicidade o cenário ideal para se viver. Aprendeu de tudo um pouco, de instrumentos musicais a artes marciais; e não vê a hora de mais, já que a vida não pode parar