.
Anjos da Guarda na Umbanda – Como atuam?

Anjos da Guarda na Umbanda – Como atuam?

O Anjo da Guarda é um Espírito Celestial de proteção que também faz parte da Umbanda. Entenda como é a atuação e a importância deles no culto umbandista.

CONSULTA DE TAROT

Escolha uma carta e comece a consulta de Tarot 100% personalizada!

O que é um anjo da guarda na Umbanda?

É um ser celestial que nos acompanha e protege. A palavra anjo, do hebraico, significa mensageiro divino. São Tomás de Aquino foi um profundo estudioso dos anjos e dizia que eles são seres cujos corpos e essências são formados de um tecido da chamada luz astral.

Nos estudos da Umbanda, os anjos não Orixás ou Guias, mas sim um espírito celestial de essência pura, dotados de muita luz e energia. Eles atuam na dimensão celestial e também em todas as outras dimensões subsequentes, atuando sobre todas as pessoas, independente de sua crença, religião ou doutrina.


Anjo da Guarda na Umbanda é sincretismo religioso?

Sim. Mas isso não quer dizer que apenas a Umbanda “empresta” a representação desses seres divinos, o sincretismo religioso não é algo exclusivo da doutrina umbandista. A concepção de anjos no cristianismo e judaísmo é anterior à sua menção na Umbanda, entretanto, não existe uma religião ou crença absolutamente pura, cada doutrina sofre ou já sofreu influências anteriores ou paralelas à ela. Em cada culto, os elementos podem assumir atuações diferentes e ter importâncias diversas.


Clique Aqui: Erês e seu significado religioso na umbanda e no catolicismo


A importância dos Anjos da Guarda na doutrina Umbandista

Os Anjos da Guarda possuem grande importância na Umbanda, principalmente para os médiuns que os consideram tão importantes quanto os Orixás ou Entidades. Isso acontece porque os anjos da guarda são aqueles que os protegem durante a incorporação e desincorporação espiritual. Quando uma entidade ou orixá vai incorporar em um médium, o seu anjo da guarda fica ali do lado, protegendo-o ativamente para manter o equilíbrio físico e espiritual do médium. Ele ajuda a evitar que um ataque do baixo astral (com entrada de seres inferiores) entrem na corrente mediúnica do seu protegido.


“Seu anjo da guarda te chama”

O anjo da guarda é particularmente importante no momento da desincorporação. Quando o médium oferece resistência no momento da desincorporação, isso é prejudicial a ele, pois ele perde a proteção celestial. É comum ocorrer um sutil estado de transe logo após a desincorporação, e nesse momento as pessoas que acompanham o médium colocam a mão no coração dele e dizem: “Seu anjo da guarda te chama! ”. Isso ajuda a acalmar e facilitar o processo de desincorporação de forma mais tranquila. Os anjos trazem o equilíbrio perfeito de energia pura e divina ao médium para que ele consiga cumprir sua missão de mensageiro e canal espiritual.


Clique Aqui: Umbanda – conheça a Oração dos Caboclos


Anjo da guarda: proteção e intuição

Apesar de não sermos capazes de vê-lo, o nosso anjo da guarda está sempre ao nosso lado. Muitos acreditam que a voz da nossa intuição nada mais é do que o nosso anjo da guarda “soprando” em nossos ouvidos o que devemos e o que não devemos fazer. Quando estamos para realizar um ato e simplesmente temos uma intuição: “Eu sinto que não deveria fazer isso”, para os estudiosos desses seres angelicais, essa é a prova de proteção e companhia do nosso anjo, pois muitas vezes nossa “intuição” está certa. É o nosso anjo nos protegendo e evitando que nos dirijamos para caminhos que possam nos prejudicar.

Para quem acredita em anjo da guarda, é muito mais fácil perceber a sua presença ao nosso lado. Quem duvida ou é descrente, afasta o seu anjo e torna a percepção de sua atuação muito mais difícil. O nosso anjo da guarda é aquela proteção e companhia constante, por isso se faz importante orar, acender velas e oferecer copos de água para ele.


O copo d´água e a vela branca

Você já deve ter percebido que muitas vezes nas indicações de orações e práticas umbandistas, é sugerida a utilização de uma vela branca e um copo d´água em um local alto. Você sabe por quê?

Quando acendemos uma vela estamos nos ligando espiritualmente ao Divino, oferecendo essa luz ao anjo da guarda ou ao orixá que queremos nos conectar. Ele então irá utilizar do elemento fogo para purificar nossos 7 corpos espirituais e 7 campos, fortalecendo nossa conexão celeste.

Quando colocamos o copo d´água junto da vela ao nosso anjo da guarda, estamos compondo com mais um elemento purificador e fonte de vida o altar para esse espírito celeste. Deixamos que ele utilize desse elemento sagrado para atuar em nosso benefício. A água é um elemento poderoso e fundamental à sobrevivência de todo ser vivo, por isso ela é muito utilizada nos rituais da Umbanda, proporcionando um equilíbrio de energias e a facilitação das respostas espirituais.


Clique Aqui: Quimbanda e suas linhas: compreenda suas entidades


A importância da água nos ritos umbandistas

A água é um dos elementos mais receptivos e de natureza condutora, por isso é utilizado em diversos ritos da doutrina. Nas quartinhas, nos copos de firmeza dos Anjos da Guarda, no Batismo e em muitos outros, ela é utilizada para limpeza, purificação e energização do nosso corpo astral e da nossa casa. Existem energias negativas e maléficas que somente a água é capaz de neutralizar, desfazer e equilibrar.

Este artigo foi inspirado nesta publicação e livremente adaptado ao Conteúdo WeMystic.


Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila. Entre em contato com a gente no FB Messenger m.me/wemysticbrasil