.
Amuleto de Ogum: como fazer e utilizar esse meio de força e proteção

Amuleto de Ogum: como fazer e utilizar esse meio de força e proteção

Assim como ocorre com outros Orixás, alguns símbolos e materiais podem ser utilizados por seus filhos como um amuleto de Ogum, proporcionando a quem usa a proteção e seu espírito guerreiro. O uso de amuletos e talismãs já acontece desde tempos remotos, sendo estes instrumentos sagrados confeccionados com a função de canalizar a energia espiritual; para que possamos usar essa energia a nosso favor, são selecionados itens e materiais específicos para cada finalidade, podendo proporcionar uma maior proteção, realizar desejos e aumentar nossa força para enfrentar grandes desafios que a vida nos impõe.

No entanto, ainda que os significados de um amuleto de Ogum tenha sua representação mais do que clara a seus filhos e seguidores, é importante entender as diferenças entre os diversos tipos de itens de proteção pessoal possíveis de serem produzidas, sendo eles os amuletos, os talismãs e o que chamamos de patuá. Os talismãs e patuás são criados pelas mãos do homem, construídos com a finalidade de atrair e concentrar determinada energia; tal energia imantada ao talismã ou patuá tem um proposito único quando canalizada a um objetivo a ser cumprido.

Em busca de respostas? Faça as perguntas que sempre quis numa Consulta de Vidência.

10 min de consulta por telefone SÓ R$ 5.

Já um amuleto é um material natural, proveniente de cristais e plantas, por exemplo. Estes itens, por sua vez, têm características próprias e individuais, estando ligados cada um com determinadas energias as quais representam. Também entre suas peculiaridades, os amuletos podem ser consagrados e usados para imantar em seus usuários as forças energéticas, o que pode envolver pessoas e locais, como residências.

Leia Também: Candomblé e Umbanda – conheça as diferenças entre as duas religiões

Como usar um amuleto de Ogum


Existem muitos materiais fornecidos pela natureza que podem ser usados como um amuleto de Ogum, carregando as energias e características do Orixá. Plantas como a conhecida por Espada de São Jorge – que por sua vez é o sincretismo cristão de Ogum – e a Comigo Ninguém Pode são alguns dos exemplos de amuletos que muitos seguidores do Orixá possuem em suas casas, a fim de afastar energias negativas. Tais plantas podem também ser utilizadas em uma variedade de talismãs, agregados a demais simbologias.

Além de plantas e ervas relacionadas ao Orixá, uma vez que Ogum é o senhor do ferro, este elemento costuma ser associado ao seu poder de quebrar demandas e proteger seus filhos de injustiças e situações de perigo. Com isso, a utilização de uma ferradura produzida neste material pode servir também como amuleto de Ogum.

Leia Também: Afinal, o que é Umbanda? Descubra no artigo

O uso de seus itens representativos para proteção e força se dão, geralmente, de duas formas: a primeira, como amuleto de proteção individual, onde o indivíduo carrega um pouco das plantas ou material escolhido junto a corpo (pode ser uma folha dentro da carteira, bolsa ou algo que esteja sempre junto a si); mas há também quem coloque um pouco do item dentro de pequenos saquinhos de pano, para que seja mais fácil carregar em bolsos ou mochilas.

Como amuleto de proteção para um local - como uma casa - normalmente se plantam as ervas escolhidas em pequenos vasos ou penduram os itens de proteção logo na porta de entrada. No caso de vasos maiores, estes costumam ser colocados também próximos à entrada das casas ou até mesmo locais comerciais, como forma de afastar e absorver as más energias que possam ser carregadas por pessoas mal intencionadas.


Descubra a sua orientação espiritual! Encontre-se!

Gostou? Compartilhe!