.
A importância da diluição em óleos vegetais para a aromaterapia

A importância da diluição em óleos vegetais para a aromaterapia

São poucos os que percebem a diferença e a importância de cada um desses elementos para a aromaterapia. A verdade é que, ainda que atuem eficazmente em atividades individuais, os óleos vegetais e os óleos essenciais são grandes complementares para um bom resultado nas técnicas aromaterápicas.

Encontre as respostas para os seus pedidos!

Aceite a ajuda do seu Anjo, viva melhor.

Quero a Ajuda Espiritual!

Para que possa entender tal relação, vamos começar detalhando as propriedades dos óleos essenciais. Basicamente, estas são substâncias voláteis, evaporando facilmente em temperatura ambiente. Em adição, são também muito concentrados, em termos físicos assemelhando-se ao álcool.

Diante dessas características, surge a necessidade de diluir a substância em outros óleos menos ativos para que a aplicação em massagens seja possível e o risco de alergias, reduzido.

A relação dos óleos vegetais com a aromaterapia


Oleos Essenciais

Na aromaterapia, para realizar esse processo de diluição dos óleos essenciais, utiliza-se de óleos vegetais, também conhecidos no meio como carregadores, veículos ou ainda óleos-base. Ricas em vitaminas, ácidos graxos, sais minerais e proteínas, estas são substâncias altamente hidratantes e puras, proporcionando uma pele lisa, macia e emoliente, além de facilitar o deslizar da massagem com os óleos essenciais.

A grande maioria dos óleos vegetais são provenientes de sementes, e ainda pertencem à mesma família dos óleos utilizados na culinária. Entretanto, são os mais utilizados na aromaterapia os óleos de semente de uva, de gérmen de trigo, de abacate e de girassol. A escolha dependerá exclusivamente da finalidade em que será aplicado (sozinho ou com óleo essencial diluído) e o preço que está disposto a pagar pelo produto.

É de extrema importância, porém, que esteja atento a nunca comprar óleos com agentes derivados de petróleo em suas composições, ou seja, óleos minerais. Em diversas farmácias e estabelecimentos, alguns produtos são vendidos como vegetais, mas em sua composição constam ingredientes como parafina líquida, petrolato, óleo mineral e outros.

Como resultado, esses óleos não serão absorvidos corretamente pela pele, devido a sua alta densidade – o produto será removido somente após um banho. Por outro lado, os óleos vegetais (prensados a frio e sem soluções químicas) são facilmente absorvidos pela pele, não havendo sequer necessidade de retirar excessos após a aplicação, dando a esta pureza a importância requerida pelos tratamentos em aromaterapia.

Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Veja também:

Gostou? Compartilhe!