.
8 ditados de Dalai Lama controladores da própria mente

8 ditados de Dalai Lama controladores da própria mente

Dalai Lama escreveu há mais de 800 anos o livro que pode guiar as nossas mentes para pensamentos positivos. O Dalai Lama Langri Tangpa (1050 – 1123) criou o livro Os Oito Versos para Treinar a Mente (Loyong Tsik Guiema) para que possamos desenvolver os nossos pensamentos. Por meio deles, conseguimos trabalhar a amente para neutralizar as nossas ações e pensamentos negativos. Veja oito versos de Dalai Lama para controlar a mente.


Primeiro verso

Pensando que todos os seres que sentem,

são ainda mais valiosos do que a joia que satisfaz os desejos,

com o fim de alcançar o supremo propósito,

para que eu possa sempre considerá-los preciosos.

Esse ditado de Dalai Lama mostra que não há ninguém que vale menos. Todos somos preciosos. Entender o significado desse pensamento é trazer o amor para o mundo e garantir a nossa paz interior. Precisamos cultivar o amor para encontrarmos emoções saudáveis.

Encontre as respostas para os seus pedidos!

Aceite a ajuda do seu Anjo, viva melhor.

Quero a Ajuda Espiritual!

Segundo verso

Onde quer que eu vá, com quem quer que eu esteja

possa eu me sentir inferior aos outros e,

do mais profundo do meu coração,

considerar todos sumamente preciosos.

Esse verso nos ajuda a controlar a capacidade de sermos altruístas e empáticos. Esse ensinamento quer trazer para nós que a chave em trabalhar o nosso eu interior está na busca da humildade. Precisamos superar as nossas más atitudes perdemos algo ou damos algo para outra pessoa.


Leia também: Signos ascendentes: o que são e como regem sua personalidade.


Terceiro verso

Que seja eu capaz de examinar a minha mente em todas as ações

e no momento em que aparecer um estado negativo,

que põe em perigo a mim mesmo e aos outros,

possa eu enfrentá-lo e afastá-lo.

Esse ditado de Dalai Lama nos ajuda a compreender que precisamos ser conscientes de nós mesmos. Precisamos conhecer nossos sentimentos apaixonados ou turbulentos e trabalhar nossas ações para façamos o bem e afastarmos o estado negativo. O que precisamos é trabalhar a nossa ira, que muitas vezes é gerada pelo medo. Temos que focar a nossa mente em controlar a ira.


Quarto verso

Quando vir seres de disposição negativa

ou os que estão oprimidos pela negatividade ou pela dor,

possa eu considerá-los tão preciosos quanto um tesouro achado,

pois são difíceis de encontrar.

Esse verso nos lembra a importância de aprender com as emoções negativas. O ensinamento de Dalai Lama destaca como podemos entender o lado das pessoas que estão invadidas por esse sentimento e nos tornar pessoas melhores. Nessas situações que colocamos à prova a nossa evolução emocional.


Quinto verso

Quando outros, impulsionados pelos ciúmes,

me ofendem e me tratam de outros modos injustos,

possa eu aceitar a derrota sobre mim,

e oferecer a vitória aos outros.

É preciso superar a inveja dos outros. Não nos podemos se abater diante do ciúmes, devemos continuar a trilhar o nosso caminho e mantermos a humildade diante das situações. A autoestima deve estar acima desses sentimentos negativos e sermos capazes de perdoar. Quanto mais temos esse controle emocional, mais subimos em nosso degrau de maturidade emocional.


Leia também: 3 simpatias para acabar de vez com o ciúme.


Sexto verso

Quando uma pessoa a quem ajudei,

ou em quem depositei todas as minhas esperanças

me fere muito injustamente,

possa eu vê-la como um amigo sagrado.

Muitas vezes nossos esforços para uma pessoa são em vão. Nossa dedicação não é reconhecida e nossa paciência é colocada à prova. Porém a natureza humana é assim, e devemos ser superiores aos sentimentos negativos que isso possa nos causar. Devemos compreender o próximo.


Sétimo verso

Em suma, que eu possa oferecer, direta e indiretamente,

toda alegria e benefício a todos os seres,

e que seja capaz de tomar secretamente sobre mim toda a sua dor e sofrimento.

Dalai Lama também nos ensina a compartilhar o que temos bom com o próximo. Devemos utilizar de nossas melhores qualidades com todos a nossa volta. Isso nos ajuda a compreender a mente do outro e suas virtudes.


Oitavo verso

Que não se vejam manchados pelos conceitos

dos oito interesses mundanos

e, conscientes de que todas as coisas são ilusórias,

que possam eles, sem obstinação, ver-se livres das ataduras.

A nossa passagem no mundo é efêmera. Esse é um grande ensinamento de Dalai Lama que devemos compreender. Conseguimos compreender a nossa existência e nossos pensamentos ao entendermos que o que nos rodeia é passageiro e que podemos nos desfazer das coisas que temos para deixar de afetar a nossa mente.


Leia também: Os seus pensamentos mudam o funcionamento do seu corpo.


Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Saiba mais :

WeMystic Brasil WeMystic Brasil

Acima de tudo, queremos ver você feliz e equilibrado. Compartilhamos informação e autoconhecimento. Acreditamos que o conteúdo pode te ajudar a ter uma vida mais equilibrada e tranquila.

 
Artigos mais recentes

Faça aqui a sua Consulta Online Personalizada:

Gostou? Compartilhe!