.
3 relatos sobre projeção astral

3 relatos sobre projeção astral

É possível encontrar na internet diversos relatos de experiências que as pessoas fazem com a projeção astral. Existem grupos próprios para trocar experiências, onde os participantes tiram dúvidas, expõe opiniões e conta com os conselhos das pessoas mais experientes e estudadas em viagens astrais para realizar projeções conscientes e sem medos. Recolhemos abaixo 3 relatos de projeção astral, confira.

encontre resposta para os seus pedidos

Quero a ajuda do meu Anjo!

Relatos de projeção astral – diferentes experiências


1- Casa dos Espíritos – experiência do Jefferson L. Orland
No relato publicado no grupo ‘Todos Somos Um’, Jefferson conta que já havia tido experiências astrais dos 8 aos 12 anos, mas que havia se afastado do plano espiritual com a idade adulta. Mas a experiência que ele nos relata aconteceu em 2008, quando ele estava viajando para uma cidade do Paraná, em um momento complicado da vida dele. Ele estava hospedado em uma casa, fazia muito frio, cerca de -1 grau, e como estava muito cansado, logo pegou no sono, veja os detalhes:

“Era a terceira vez que estava nesta cidade, mas naquela casa era a primeira vez. Mais tarde eu descobri que muitas coisas ruins aconteceram naquela casa, desde desavenças familiares, intrigas, agressões e até mesmo tentativa de homicídio. Logo que peguei no sono eu saí do meu corpo e avistei um espírito com deformado do lado de fora da janela, me olhando fixamente. Ele queria entrar na casa, mas de alguma maneira não conseguia. Eu me assustei com aquela figura. Com medo desloquei-me para a sala e para o meu espanto encontrei lá centenas e centenas de espíritos perambulando de um lado para o outro. Eram muitos, parecia que eu estava numa estação de metrô em horário de pico, mas nenhum deles conseguia me ver. Logo depois uma família com um casal e uma criança se aproximou de mim de mãos dadas, visivelmente me enxergando. Eu gelei, morri de medo, então o homem se dirigiu a mim e perguntou: ‘Você pode me ajudar? Nós estávamos viajando de ônibus e agora estamos aqui. Já estamos andando faz tempo e não sabemos onde estamos indo.’ Nesta hora eu fiquei tão assustado que retornei ao meu corpo físico. Voltei em um solavanco, com o coração disparado, adrenalina a mil e cheio de emoções. Foi uma experiência incrível, mesmo com medo eu pude ver aquilo acontecer e finalmente enxergar a possibilidade de reencarnação. Ninguém me contou, eu vi! Tive pena de não poder ajudar aquela família, mas eu estava muito assustado e ainda não tinha estudo o suficiente para controlar minhas emoções na projeção astral”.

Leia Também: Reencarnação: é possível lembrar-se de vidas passadas?

2- Relato em Colônia Espiritual – experiência de Maurício Sassaki
O relato desse jovem rapaz brasileiro que mora no Japão foi postado no Grupo Viagem Astral e mostra a experiência de uma pessoa que está começando a desenvolver o aprendizado na projeção astral. Ele começa o relato explicando sua tentativa de sair do corpo, que no início estava com muito pouca lucidez e via tudo escurecido.

“Então comecei a gritar ''MAIS CLAREZA', como já haviam me ensinado aqui no fórum, segurava um pouquinho a lucidez mais não muito. Depois de muito tentar a minha consciência expandiu e percebi um clarão, e pensei ‘Agora vai’. Eu estava em minha casa, então fui até a sacada e avistei uma floresta muito densa, com árvores que pareciam ter mais de 20 metros. Ao desta floresta havia um conjunto de apartamentos, de prédio de 3 andares, muitos deles.  Tentei voar para entre eles, mas logo tudo ficou embaçado de novo, e quase voltei para o meu corpo. Então pensei: ‘vou andando mesmo’.  No caminho vi um grupo de senhoras e pensei: ‘Vou tentar falar com elas’. Nas minhas projeções astrais quase nunca consigo conversar. Desta vez perguntei:

“Onde é que estamos?'

-' Estamos no Reino de deus

-Em uma colônia espiritual?''

- Sim! Colônia espiritual Reino de DEUS''

Era difícil entender o que elas falavam, parecia distante, não sei se eu estava com baixa lucidez ou se elas falavam outra língua. Elas andaram abraçadas comigo, como eu faço com a minha avó.  Eu não me lembro direito do que estávamos falando, mas falávamos algo sobre beleza, quando uma delas me disse: “Mas eu não consigo te ver, você é todo azul, todo de energia!”.  Porque será que elas não conseguiam me ver? Pesquisei no Google '' corpo espiritual'' e apareceram várias imagens de um corpo azul, uma aura azul bem forte. Eu voltei para o meu corpo super feliz com esta experiência!”.

Leia Também: Projeção astral – dicas básicas de como fazer para iniciantes

3- Resgate, Tratamento Espiritual e Reencontro – experiência de J. L. Santos
Essa experiência é mais intensa e profunda, de alguém que já tem mais conhecimento e domínio sobre a projeção astral. J. conta que antes de ir dormir, fez a prática energética projetiva por cerca de 20 minutos. Em seguida, viu-se no Plano Espiritual com um Amparador Espiritual (uma espécie de Guia, de Anjo da Guarda) e um espírito. Eu tinha consciência que este espírito já havia feito muitas coisas ruins e eu e o Amparador estávamos levando-o para uma Mentora Espiritual para encaminhá-lo para outro plano, para ser tratado.

Eu havia participado do regaste deste espírito, que havia acontecido em um plano mais denso que eu não me lembrava. Lembro-me de olhar para este espírito e ele possuía uma forma não-humanóide muito assustadora. Neste momento fiquei um bocado impressionado, mas como já tinha conhecimentos sobre estes espíritos sabia que ele não podia fazer nada comigo, além do mais, ele tinha uma espécie de algema energética nos braços e caminhava voluntariamente conosco.  Eu sabia que este espírito não era ‘flor que se cheire’, que já havia feito muitas coisas ruins na terra, tinha um caminho de ódio, raiva e obsessão. Chegando até a mentora, ela então olha para ele e em seguida para mim me dizendo mentalmente o que fazer. Instantaneamente eu mentalizei um pequeno aparelho, uma espécie de chip, e entreguei nas mãos dela, que colocou na testa do espírito. Neste momento uma luz muito intensa envolveu o amparador e o espírito e eles desapareceram. Ficou somente eu e a mentora. Ele então tomou uma forma mais envelhecida e me levou para um plano mais leve, mais sutil.  Neste momento, eu chamo-a de ‘mãe’.  Eu a identifiquei como uma pessoa muito especial para mim, que me dá muito carinho e emanava amor pelos olhos e começo a chorar. Eu pensei: “Meu Deus, que momento incrível, não dá vontade de voltar para corpo de jeito nenhum...”. Neste momento ela me dá uns toques pessoais sobre a minha vida na terra, conselhos valiosos que só uma mãe pode dar a um filho, eu choro ainda mais e com tamanha emoção volto pro meu corpo.  Acordo, pego um gravador e gravo tudo antes que me esqueça, foi uma projeção astral maravilhosa.”

Encontre aqui a orientação espiritual que procura!

Gostou? Compartilhe!